PUBLICIDADE

Calleri se revolta com atuação do São Paulo em Porto Alegre: 'Foi uma vergonha'

Argentino reprova postura da equipe, que em nenhum momento fez frente a um adversário que luta desesperadamente contra o rebaixamento

2 dez 2021 23h03
| atualizado em 3/12/2021 às 09h12
ver comentários
Publicidade

O atacante Calleri desabafou após a derrota por 3 a 0 do São Paulo diante do Grêmio, nesta quinta-feira, em Porto Alegre. O atleta reprovou a postura da equipe paulista, que em nenhum momento fez frente a um adversário que luta desesperadamente contra o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. O argentino era um dos mais irritados com a atuação do seu time fora de casa.

"Foi uma vergonha para nós, para os torcedores que vieram a Porto Alegre. Vamos deixar tudo no próximo jogo", disse o jogador argentino, ainda no gramado da Arena Grêmio, na capital gaúcha. "Não fizemos nada do que trabalhamos." Calleri cobrou seus companheiros como nunca havia feito antes. O São Paulo corre risco remoto de cair para a Série B, mas os três pontos poderiam ajudar o time a sonhar com a Libertadores da América.

O São Paulo recebe o Juventude na próxima segunda-feira, às 19h, no Morumbi, em duelo válido pela 37ª rodada do Brasileirão. É o penúltimo jogo do time na temporada. A equipe do técnico Rogério Ceni encerra sua participação dia 9, em Caxias do Sul, frente ao América-MG, que tenta um lugar entre os clubes classificados para a pré-Libertadores.

A campanha pífia do São Paulo pode ser representada pelo fato de o time ter vencido apenas dez partidas e ter sido derrotado em 11 oportunidades, além de somar 15 empates. Calleri foi um dos reforços do clube nesta temporada, em que trocou de presidente e de técnico. O time começou o Estadual sendo comandado por Hernán Crespo e depois contratou Rogério Ceni, que mostra dificuldades para comandar o elenco.

A declaração de Calleri de que os jogadores não fizeram nada do que foi treinado na semana só confirma o problema dentro do vestiário em relação à qualidade do elenco. O São Paulo não descarta revê seu grupo para 2022, assim que o Brasileiro acabar e o time tiver respostas do calendário e das competições que vai disputar ano que vem. A diretoria está fechada com Ceni.

Estadão
Publicidade
Publicidade