3 eventos ao vivo

Caio Lucas revela desejo de voltar ao Brasil e descarta preferência

11 out 2018
08h18
atualizado às 08h18
  • separator
  • comentários

Mesmo com breve passagem pelo futebol brasileiro, somente em categorias de base, o meia Caio Lucas, que atualmente defende o Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, revelou com exclusividade à Gazeta Esportiva o seu desejo em retornar ao país no futuro.

De acordo com o atleta, ainda não há tempo exato para o retorno, tampouco uma preferência sobre qual camisa de clube vestir à ocasião.

"Vontade de jogar no Brasil, todo jogador tem, é uma grande janela, como a Europa. Tenho vontade sim, não sei quando, mas deixo isso nas mãos de Deus. Jogar no Brasil me deixaria muito feliz. Não tenho preferência de clube, independente do clube, darei o meu máximo e farei o que mais gosto de fazer, que é jogar futebol. Seria uma alegria muito grande jogar no Brasil antes de encerrar a carreira", revelou.

O jogador do Al Ain também detalhou à reportagem o início de carreira no exterior. Caio Lucas contou que o começo do processo de adaptação foi difícil, mas a experiência fez valer a pena. "Deixei o Brasil para estudar no Japão e, ao mesmo tempo, jogar na equipe de futebol da escola", afirmou.

"Foi uma experiência muito boa, já havia jogado no São Paulo e passei na base do Palmeiras e do Santos. Isso me ajudou bastante para eu poder me manter fora do país. Foi um pouco difícil a adaptação, com os japoneses, porque eu não sabia falar nada e só tinha mais um amigo brasileiro lá. Foi um pouco difícil, mas graças a Deus foi bem legal essa experiência, me ajudou em todos os aspectos", contou, antes de completar.

"Joguei por dois anos na escola e conseguimos fazer um bom campeonato, chegamos em quarto. Levamos o time a um lugar que nunca tinha chegado. Isso ajudou bastante para que os clubes grandes do Japão me observassem e vissem um grande potencial em mim. De lá, me profissionalizei no Kashiwa Antlers", finalizou.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade