2 eventos ao vivo

Ministro avisa sobre MP: clubes terão que se enquadrar

22 mai 2015
15h40
atualizado às 16h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Em Goiânia para compromissos políticos de entregas de estruturas esportivas, o ministro do Esporte, George Hilton (PRB-MG), disse que o ministério não alterará a proposta da MP do Futebol, que regula o refinanciamento da dívida dos clubes com o Governo. Para o político, os clubes terão que se enquadrar nas contrapartidas dispostas na lei.

George Hilton disse que ministério conversou com todos os envolvidos em MP do Futebol
George Hilton disse que ministério conversou com todos os envolvidos em MP do Futebol
Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

“Os clubes nos procuraram. Eles que pediram um novo refinanciamento. Entendemos que deveria, mas entendemos que este deve ser o último. Por isso, queremos contrapartidas rigorosas de fair play financeiro e trabalhista. Queremos os clubes responsabilizados por gestão temerária. Ou seja: aqueles que quiserem optar pelo refinanciamento terão que se enquadrar”, disse Hilton.

Recentemente, deputados têm recebido pressão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e de clubes para mudanças no texto da lei. A entidade nacional tenta abrandar as exigências dos políticos para que os clubes consigam ter as dívidas adiadas por mais uma vez. O Ministério do Esporte, no entanto, bate o pé sobre a questão.

"Agora está com o congresso. Nós fizemos nossa parte, conversamos com todos, inclusive com a CBF. O texto para nós está completo, nós vamos defender o texto. Mas respeitamos a decisão do congresso, lá é que será votado e aprovado", afirmou Hilton.

Corte de gastos do Governo Dilma

As dificuldades econômicas que o Brasil passa têm obrigado o governo da petista Dilma Rousseff a fazer inúmeros cortes em orçamentos. Todas as áreas devem ser afetadas, inclusive a esportiva. George Hilton, entretanto, crê que a política não atrapalhará o programado para o Brasil na área – os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio ocorrem já no próximo ano.

“Nós temos a garantia de toda equipe que está fazendo ajuste que todos os convênios realizados, tudo dentro do cronograma para atletas em Jogos Olímpicos e Paralimpicos não sofrerão corte. Então estou bastante otimista que vamos cumprir todos os compromissos”, reforçou. 

Fonte: MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade