6 eventos ao vivo
Logo do Brasileiro Série C
Foto: terra

Brasileiro Série C

Deputado da bancada da bola se reúne com presidente da CBF

30 jun 2015
15h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Embora seja um dos principais nomes da "bancada da bola" no Congresso, o deputado federal Vicente Cândido (PT-SP) disse acreditar na aprovação da MP do Futebol pelo plenário da Câmara e do Senado. Afirmou, porém, que alguns destaques são necessários. Ele esteve nesta terça na sede da CBF, no Rio de Janeiro, para uma reunião de diretoria da entidade e aproveitou o encontro para conversar sobre o assunto com o presidente Marco Polo Del Nero. O parlamentar ocupa a pasta de "assuntos internacionais" da confederação.

O relatório da MP, elaborado pelo deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ) e aprovado na quarta-feira, detalha o parcelamento das dividas dos clubes de futebol com a União. Determina ainda outras mudanças, como a que trata do colégio eleitoral das entidades esportivas, para torná-las mais transparentes. Cândido e outros políticos já defenderam publicamente a nulidade da MP, desde que não seja radicalmente revista.

Del Nero se reunirá com Vicente Cândido
Del Nero se reunirá com Vicente Cândido
Foto: Antonio Lacerda / EFE

Ao sair da sede, ao lado de Marcelo Aro - diretor de "transparência e etica" da CBF e deputado federal pelo PHS-MG -, Cândido declarou que trabalha com a hipótese de o prazo da MP não ser expirado. Se não for votada até 17 de julho, ela perde a validade.

O deputado petista é um dos maiores defensores da reformulação da MP, editada pela presidente Dilma Rousseff em março. "Acho que se está chegando a um acordo sobre isso (a aprovação pelo plenário). Vai dar tempo", disse Cândido.  Ao ser indagado se tinha vindo ao Rio para falar estritamente da MP, respondeu rapidamente. "A MP não é agenda positiva." Depois, completou. "Ela vai ser."

De acordo com políticos a favor do relatório de Otavio Leite,  o presidente da Câmara,  Eduardo Cunha,  não estaria disposto a botar na pauta a votação da MP até 17 de julho. 

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade