3 eventos ao vivo

Palmeiras e São Paulo desafiam hegemonia de rivais paulistas

Campeonato Paulista 2019 começa no próximo sábado; nos últimos dez anos, só Corinthians e Santos venceram o torneio entre os grandes

18 jan 2019
09h21
atualizado às 09h42
  • separator
  • comentários

Às 16h30 (horário de Brasília) deste sábado, a bola começa a rolar pela edição de 2019 do Campeonato Paulista. Apesar do confronto inicial ser entre Ponte Preta e Oeste, no Moisés Lucarelli, o foco da competição está nas quatro grandes equipes do estado. O objetivo é, claro, o título - mas a abordagem de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo perante à disputa será diferente. Nos últimos dez anos, o Corinthians conquistou cinco taças e o Santos, quatro - Ituano venceu em 2014.

Everton, do São Paulo, e Felipe Melo, do Palmeiras, durante partida válida pela vigésima oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2018
Everton, do São Paulo, e Felipe Melo, do Palmeiras, durante partida válida pela vigésima oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2018
Foto: FERNANDO DANTAS / Gazeta Press

Atual campeão, Corinthians aposta em retorno de Carille e boa janela de transferências

Apesar de ter conquistado o Paulistão 2018 diante do Palmeiras, de maneira polêmica, o ano do Corinthians não foi dos melhores. Ter chegado na final da Copa do Brasil não foi o suficiente para aliviar o peso das más campanhas na Libertadores (eliminação nas oitavas para o Colo-Colo) e no Campeonato Brasileiro, competição na qual o Corinthians brigou até as últimas rodadas para não cair. Por conta disso, o retorno do técnico Fábio Carille deu novo ânimo para a Fiel e para o próprio clube.

O Campeonato Paulista será a primeira competição da segunda passagem do treinador pelo time. Além da volta do comandante, a boa movimentação do Corinthians na janela de transferências - foram oito reforços contratados, entre eles, "achados" como Ramiro e Boselli - além do retorno de empréstimo de peças que devem ser utilizadas, como é o caso de Gustagol, faz com que a equipe do Parque São Jorge tenha ânimo para esquecer o terrível final de 2018 e almejar o tricampeonato.

Estremecido com a FPF, Palmeiras visa findar incômodo jejum

Não é segredo de ninguém que a relação entre Palmeiras e a Federação Paulista de Futebol, que organiza o torneio estadual, está estremecida. Desde a polêmica da grande decisão de 2018 - até hoje relembrada pelos alviverdes - passando até por troca de farpas por conta da Copinha, o Verdão não "fala a mesma língua" que a FPF.

Com a intenção de inicialmente disputar o Paulistão com um time de juniores, por conta da relação com a organização, a ideia foi refutada pelo próprio técnico da equipe, Felipão, que prometeu força máxima no torneio. O problema fica por conta do inchado e qualificado elenco do Palmeiras: são 36 nomes ao total, incluindo os lesionados Ricardo Goulart e Willian, para uma lista de inscrição que permite só 26 atletas jogadores. É diante deste cenário que o atual campeão brasileiro vai em busca de encerrar o jejum de 10 anos sem levantar o troféu da competição estadual.

Santos tem Sampaoli, poucos reforços e planejamento atrasado

O objetivo de todas as equipes para o Campeonato Paulista é, obviamente, o título. Para o Santos, no entanto, talvez o foco esteja em dar tempo para o técnico Jorge Sampaoli trabalhar - nesse caso, o Estadual seria um "laboratório de testes" para o comandante e os jogadores, que precisam se acostumar com a diferente tática e cenário que a presença do argentino impõe.

Ainda que a principal meta santista não seja o caneco, o planejamento para a temporada está atrasado. Até agora, o Peixe tem apenas um reforço apresentado - Yeferson Soteldo, venezuelano e camisa 10 - além de ter negócio praticamente fechado pelo defensor Felipe Aguilar. As saídas com relação ao ano passado devem ser sentidas: artilheiro, Gabigol foi para o Flamengo, enquanto que o costarriquenho Bryan Ruiz pediu rescisão amigável de seu contrato.

Panorama do São Paulo conta com Jardine, reforços e pressão

Dos quatro grandes, o São Paulo é o que está há mais tempo sem levantar o troféu de campeão paulista - a última conquista do Tricolor foi em 2005. Por conta disso, a pressão em cima da equipe da Barra Funda já seria mais acentuada. Agora, adicione ao cenário um técnico que precisa de uma boa campanha para se provar e os grandes reforços contratados - por tudo isso, o título e o fim do longo jejum viriam a calhar para os comandados de André Jardine.

A torcida do Tricolor confia e aposta nos ótimos nomes contratados pelo São Paulo. A negociação de Rodrigo Caio ao Flamengo permitiu que o clube garantisse o retorno de Hernanes e comprasse, também, o atacante Pablo, destaque do Athletico-PR. Além deles, Igor Vinícius, Léo, Biro Biro, Tiago Volpi e Willian Farias se juntaram ao time da Barra Funda.

Ponte Preta: Ivan elogia recém-chegado Mazola Júnior e sonha com título do Paulista

Red Bull Brasil: Júlio César sonha em final pelo Red Bull e projeta reencontro com o Corinthians

São Caetano: Pintado fala em fazer um Paulistão "seguro" e ressalta experiência

Grêmio Novorizontino: Experiente, Jean Patrick promete Novorizontino para frente e sem medo no Paulistão

Guarani: Osmar Loss elogia projeto do Guarani e não vê elenco fechado

São Bento: São Bento aposta em Éder Luis e grupo experiente para ir longe no Paulistão

Bragantino: Marcelo Veiga prega regularidade e fala de mudança no comportamento

Ferroviária: Goleiro da Ferroviária pede "espírito de quem quer fazer história"

Mirassol: Ex-Verdão, Leandro Amaro pensa em classificar o Mirassol no Paulista

Botafogo-SP: Cheio de reforços, Botafogo-SP busca repetir boas campanhas no Paulistão

Ituano: Com velhos conhecidos, Ituano quer voltar a incomodar no Paulistão

Oeste: Matheus Cavichioli prioriza Oeste à Série A e quer bom início no clube

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade