3 eventos ao vivo
Logo do Brasileiro Série B
Foto: terra

Brasileiro Série B

No primeiro jogo do Paulistão, Ponte Preta e Oeste não saem do zero

19 jan 2019
18h33
atualizado às 18h33
  • separator
  • comentários

Começou o Campeonato Paulista de Futebol. Na primeira partida oficial do torneio, Ponte Preta e Oeste decepcionaram e ficaram no 0 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Os donos da casa até pressionaram, mas faltou ser mais preciso na hora de concluir a gol, enquanto que o rival se saiu bem na proposta de se defender e apostar em contra-ataques.

Com o resultado, tanto Ponte como Oeste largam com um ponto cada. As equipes estão nos grupos A e C, respectivamente.

A Macaca volta aos gramados já na quarta-feira às 17h00 (horário de Brasília) diante da Ferroviária, em Araraquara. Já o Rubrão receberá o Bragantino, em Barueri às 19h15.

O jogo - No início do duelo, os visitantes tocaram a bola em busca do espaço. Entretanto, a primeira boa chegada foi da Ponte. Matheus Vargas finalizou de fora da área, assustando o goleiro do adversário.

Mesmo assim, em pouco mais de 20 minutos, a Macaca não assustava o rival, e encontrava grandes dificuldades no momento de criar as jogadas. Assim, o Oeste estava tranquilo em sua proposta de se defender.

Quem deu o primeiro susto foi o Oeste. Aos 26 minutos, Alyson foi lançado em profundidade e tocou rente à trave na saída de Ivan. O árbitro demorou, mas assinalou impedimento. Praticamente na sequência, a Ponte Preta chegou. Matheus Vargas escapou em velocidade e tinha a opção de Thalles, mas optou pelo chute e mandou por cima.

Após meia hora de quase nada de futebol, a partida começava a ganhar em emoção. Aos 34, após boa trama pelo lado direito, Roberto bateu cruzado, a bola desviou em Renan Fonseca, e quase matou Ivan, que chegou a tempo, se recuperou e fez boa defesa.

A blitz seguia forte do time de Campinas. Diego Renan arriscou de fora da área, a bola foi cheia de curva, e Matheus Cavichioli espalmou. Entretanto, no primeiro tempo, o placar persistiu em não se movimentar e acabou em 0 a 0.

Na etapa complementar, os times passaram um bom tempo se estudando. Aos 19 minutos, a Ponte quase abriu o placar. Edson faz levantamento na segunda trave, e mesmo desajeitado, Hugo Cabral cabeceou, mas perdeu.

Aos 24, o jogo acabou sendo paralisado. O único médico à disposição precisou atender um torcedor que sofreu infarto. Cerca de cinco minutos depois, a bola voltou a rolar em Campinas.

Nos últimos minutos, a Ponte Preta foi para o abafa em busca do gol da vitória. Porém, faltou organização para a Macaca criar as jogadas. Praticamente no último lance do confronto, Bruno Xavier recebeu na entrada da área e tentou bater rasteiro, mas Ivan caiu para fazer a defesa.

Na sequência, o goleiro da Macaca salvou de novo. Marciel acionou Mazinho pelo lado esquerdo. O ex-Palmeiras bateu rasteiro, e o arqueiro espalmou. Foram as últimas oportunidades da partida. O placar não se movimentou até o apito final.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade