2 eventos ao vivo

Gauchão centenário começa neste final de semana

18 jan 2019
15h18
atualizado às 15h18
  • separator
  • comentários

O Campeonato Gaúcho completa 100 anos na edição de 2019. Mais uma vez, a dupla Gre-Nal entra com favoritismo para vencer o torneio. Por outro lado, os clubes do interior querem surpreender e estão se reforçando.

A competição mantém a fórmula utilizada nos últimos anos: são 12 equipes na fase inicial, sendo que oito passam para a próxima etapa. Os jogos a partir daí são de ida e volta, tendo o saldo qualificado como critério para determinar classificação de um time. Nessa temporada, o campeonato inicia no dia 19 de janeiro e termina em 21 de abril.

Confira as principais contratações feitas pelas equipes:

Grêmio: Atual campeão do Gauchão, o Tricolor manteve o técnico Renato Portaluppi para 2019. Em compensação, os gremistas tiveram as saídas do goleiro Marcelo Grohe, do volante Ramiro, dos meias Cícero e Douglas.

Com objetivo de repor a saída desses atletas chegaram o goleiro Júlio César, o volante Rômulo, o meia Walter Montoya e o centroavante Felipe Vizeu. Foram 37 títulos conquistados na história e o time do Humaitá quer diminuir a distância para o tradicional adversário.

Internacional: Disposto a recuperar a hegemonia do futebol regional, o Internacional segue com o treinador Odair Hellmann para este ano. O Colorado não conta mais com os atacantes Rossi e Leandro Damião e o lateral-direito Fabiano.

Para qualificar o elenco, os dirigentes vermelhos trouxeram o lateral-direito Bruno, os volantes Rodrigo Lindoso e Matheus Galdezani e os atacantes Neílton, Guilherme Parede e Rafael Sobis. Ao longo da história, o Clube do Povo levantou 46 vezes o troféu da competição e quer aumentar a distância de títulos para o Grêmio.

Pelotas: De volta à divisão principal do Estadual, o Lobão já contratou os paraguaios Aquilino Giménez, que estava no Sportivo Luqueño, e Julio Santa Cruz, irmão de Roque Santa Cruz, o lateral-esquerdo Wallace e o atacante Tatá. Um velho conhecido da dupla Gre-Nal treina o Pelotas: o ex-jogador Gavilán.

Brasil de Pelotas: Vice-campeão do Estadual em 2018, o Xavante apostou na vinda do técnico Paulo Roberto Santos, que tem experiência no futebol paulista, para novamente surpreender no campeonato. Foram contratados o lateral-esquerdo Bruno Santos, o zagueiro Douglas Assis, o lateral-direito Hélder e o atacante Branquinho.

São José-RS: Embalado por ter conseguido acesso à Série C de 2019, o Zequinha segue sob o comando do técnico Rafael Jaques. A base do time foi mantida com os acréscimos dos atacantes Everton Júnior e Tiago Pará e do meia Rafael Tavares. Também foi trocado o gramado do Passo D´Areia, que ainda permanece com grama sintética.

Juventude: Mesmo que tenha sido rebaixado à Série C, os dirigentes do Alviverde seguiram com o trabalho do técnico Luiz Carlos Winck, que tem a missão de recuperar a autoestima do time. A Papada já levantou o título do Estadual em 1998, quando venceu o Internacional na final. Os reforços anunciados que são: Pavone, Dalberto, Rafael Jataí, Victor Sallinas, Lucas Mota, Genilson, Marcelo Carné e Caíque Valdívia. O centroavante Braian Rodríguez, que jogou no Grêmio em 2015, vai defender o Juventude.

Caxias: Depois de ter ido bem no Estadual do ano passado, o time grená apostou no técnico Pingo, que teve passagens por equipes de Santa Catarina. Como jogador, o ex-volante passou por Grêmio, Cruzeiro e Corinthians, conquistando muitos títulos. O Caxias também já faturou a competição em 2000, na época dirigido por Tite, que hoje comanda a Seleção Brasileira. Os reforços trazidos foram Eliomar, Júnior Juazeiro, Luis Cetin, Léo Jaime, Samuel Balbino, Gercimar, Juliano, Eduardo Diniz e João Vitor.

Avenida: A equipe de Santa Cruz pretende repetir o feito da temporada passada, quando chegou à semifinal do Estadual e acabou sendo eliminada pelo Grêmio. Depois de ter conquistado no segundo semestre de 2018 a Copa Wianey Carlet, o Avenida reforçou o time com a chegada do laterais Romano e Márcio Duarte. Dirigido por Fabiano Daitx, a equipe disputou alguns amistosos antes da estreia no Estadual.

Aimoré: Orientado por Gelson Conte, o Índio Capilé mantém o time que veio da Divisão de Acesso para o Gauchão. Durante esse período de preparação, o Aimoré disputou amistosos para entrosar a equipe.

Veranópolis: O Vec vem com a mesma missão dos últimos anos: se manter na primeira divisão do futebol gaúcho. Sob batuta de Sananduva, o Pentacolor trouxe os goleiros Anderson Paulo Gavineski e Tales Caina Wastowski, os laterais Lito e Vinícius, o atacante Taiberson, que jogou pelo Internacional, e o polivalente Pierre, que atua tanto na zaga e no meio.

São Luiz: Na preparação para a estreia contra o Internacional, o técnico Paulo Henrique Marques aproveitou o período de testes para observar opções no time titular. Os principais reforços são os goleiros Paulo Gianezini e Rikelvy, os zagueiros Betão e Pablo, o laterais Jheferson Falcão e Maicon, o meia Anderson Paraíba, os atacantes Dimitry, Leílson e Thiago Alagoano.

Novo Hamburgo: Bicampeão da Libertadores pelo Inter, o ex-zagueiro Bolívar tem como desafio comandar o Anilado na busca do bicampeonato gaúcho e tem como desafio na rodada inicial encarar o Grêmio. A primeira conquista aconteceu em 2017 sobre o Colorado. Os reforços apresentados foram: o laterais Fabiano e Neuton, o atacante Kelvin, o zagueiro Fred, o volante Amaral, os meias Mossoró e Rodrigo Paulista, o atacante Leandro Cearense e o goleiro Gustavo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade