PUBLICIDADE

Em jogo movimentado, Cruzeiro e Botafogo empatam sem gols

Com o resultado, o Cruzeiro se complica ainda mais no sonho para a conquista do acesso, enquanto o Botafogo segue no G4

12 out 2021 23h33
| atualizado às 23h42
ver comentários
Publicidade

Resultado ruim para dos dois lados no Independência. Na noite desta terça-feira, Cruzeiro e Botafogo empataram por 0 a 0, em confronto válido pela 30ª rodada da Série B do Brasileirão. O time mineiro praticamente ditou o ritmo da partida, mas não conseguiu balançar as redes. Já o Alvinegro Carioca pouco produziu no primeiro tempo e só teve chances reais de sair com a vitória na etapa final.

Agora, o Cruzeiro volta a campo apenas na sexta-feira da próxima semana, quando enfrenta o Avaí, às 21h30, na Ressacada. Já o Botafogo recebe o Brusque na próxima quarta-feira, às 20h30, no estádio Nilton Santos. Ambos os jogos são válidos pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado desta noite, o Botafogo se manteve na segunda colocação, com 52 pontos conquistados. Por outro lado, o Cruzeiro sobe para a 11ª posição, com 39.

Cruzeiro começa com tudo

Logo no início do jogo, a Raposa já poderia ter aberto o placar. Com apenas dois minutos, Vitor Leque invadiu a área do Botafogo pelo lado direito e tocou atrás para Thiago, que apareceu com liberdade. O atacante chutou forte, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Cruzeiro e Botafogo fizeram o segundo jogo da 30ª rodada da Série B (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Cruzeiro e Botafogo fizeram o segundo jogo da 30ª rodada da Série B (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Foto: Lance!

Praticamente no lance seguinte, foi a vez de Rômulo fazer boa jogada pela direita e conseguir o cruzamento para Bruno José. O camisa 16 estava sozinho, mas cabeceou no meio, o que facilitou a vida de Diego Loureiro, que não teve dificuldade para fazer a defesa.

Nada funciona para o Botafogo

Pelo lado do Alvinegro Carioca, o primeiro tempo passou longe do ideal. A marcação sob pressão do Cruzeiro dificultou a saída de bola dos jogadores, que erraram muitos passes. Fora isso, o Botafogo também apresentou problemas na marcação e, assim, permitiu que a Raposa encontrasse espaços. O ataque do Glorioso também deixou a desejar. As únicas chances vieram em três bolas paradas, que não conseguiram levar perigo ao gol de Fábio.

Domínio em números

No primeiro tempo, o time mineiro se impôs e praticamente ditou o ritmo da partida. O Cruzeiro conseguiu 11 finalizações, sendo três na direção do gol e oito para fora. Já o Botafogo não conseguiu um arremate sequer à meta da Raposa.

Botafogo melhora

Depois de um primeiro tempo em que nada funcionou, o Botafogo voltou melhor para a etapa final e, finalmente, fez Fábio trabalhar. A primeira finalização do Alvinegro veio aos nove minutos com Rafael Navarro. Após cobrança de escanteio de Chay, o centroavante cabeceou firme, e o goleiro do Cruzeiro fez ótima defesa.

Minutos depois, Chay enfiou boa bola para Diego Gonçalves, que, da entrada da área, cruzou rasteiro para Rafael Navarro. No entanto, o camisa 99 não chegou a tempo para finalizar, o que foi uma das melhores chances do Botafogo na partida.

Inacreditável

Apesar da crescida do Botafogo, o Cruzeiro não se abalou e continuou em busca da vitória. Romulo descolou um ótimo passe para Adriano, que estava dentro da área sem marcação. O volante cruzou em direção à pequena área, e Carli, do Botafogo, mandou contra a própria meta. Diego Loureiro conseguiu a defesa à queima roupa e, no rebote, Eduardo Brock finalizou para fora mesmo com o goleiro vendido na jogada.

Pressão no fim

Na reta final do confronto, o Cruzeiro pressionou o Botafogo, mas não conseguiu evitar o empate. Assim, com o resultado, a Raposa se complicou ainda mais no sonho para a conquista do acesso. Já o Botafogo desperdiçou a chance de assumir a liderança provisória da Série B

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 0x0 Botafogo

Data/Hora: 12/10, às 21h30

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)

Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (FIFA/AL)

Quarto árbitro: Ronei Candido Alves (MG)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (VAR-FIFA/SP)

Cartões amarelos: Vanderlei Luxemburgo, Adriano, Eduardo Brock, Giovani e Fábio (CRU), Enderson Moreira e Carli (BOT)

Cartões vermelhos: -

Gols:

CRUZEIRO: Fábio; Rômulo, Léo Santos, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano (Marco Antônio 40'/2ºT), Lucas Ventura e Giovanni (Claudinho 34'/2ºT); Bruno José (Vitor Roque, 16'/2ºT {Keké 34'/2ºT}), Vitor Leque (Rafael Sóbis, 16'/2ºT) e Thiago. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Jonathan Lemos, Carli, Kanu e Jonathan Silva (Carlinhos 23'/2ºT); Barreto, Pedro Castro e Chay (Luiz Henrique 34'/2ºT); Marco Antônio (Diego Gonçalves, 00'/2ºT), Warley (Oyama 44'/2ºT) e Rafael Navarro (Rafael Moura 44'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira.

Lance!
Publicidade
Publicidade