PUBLICIDADE

Botafogo amarga sua 1ª derrota na Série B contra o Náutico

Equipe de Marcelo Chamusca não consegue se encaixar em campo e perde por 3 a 1 neste domingo, nos Aflitos

20 jun 2021 18h14
| atualizado às 18h20
ver comentários
Publicidade

O Botafogo se empenhou muito, mas não deixou de amargar a sua primeira derrota na Série B. Em jogo muito tenso neste domingo nos Aflitos, a equipe pecou novamente na marcação e foi derrotada por 3 a 1 pelo Náutico, que está com 100% de aproveitamento em 15 pontos. Pedro Castro (contra), Jean Carlos e Paiva marcaram os gols da equipe pernambucana e Felipe Ferreira fez o gol do Alvinegro, que segue com oito pontos após cinco rodadas.

Timbu ainda perdeu pênalti no duelo (FOTO: Tiago Caldas/CNC)
Timbu ainda perdeu pênalti no duelo (FOTO: Tiago Caldas/CNC)
Foto: Lance!

A equipe de Marcelo Chamusca só volta a campo neste sábado para encarar o Sampaio Corrêa, em jogo válido pela sétima rodada. A partida contra o CSA foi adiada porque o Nilton Santos foi cedido para a Copa América.

Subiu a temperatura...

O nervosismo em torno do jogo não demorou a ter uma proporção maior. Irritado após o árbitro optar porque Warley recebeu cartão amarelo ao deixar o braço no rosto de Jean Carlo, o técnico Hélio dos Anjos não poupou reclamações. Sem esconder sua bronca, o comandante do Náutico foi expulso de campo.

Há coisas que...

Impetuoso, o Botafogo apostava em lançamentos para Rafael Navarro e chegou a ter um bom momento ao Guilherme servir e Marco Antônio exigir Alex Alves. Porém, em sua primeira grande investida, o Náutico saiu na frente.

Após escanteio marcado equivocadamente pela arbitragem Jean Carlos cobrou para a área e Vinícius cabeceou na primeira trave. A bola desviou em um jogador do Botafogo e também em Pedro Castro, que marcou contra.

Lutando na frente...

O Botafogo não se poupou a se lançar ao ataque. Chay cobrou falta venenosa e Alex Alves esticou-se para evitar o empate. Em seguida, Rafael Navarro tentou de carrinho, mas foi parado pelo goleiro.

... só que errando na defesa

Só que a equipe de Marcelo Chamusca seguia com a marcação muito frouxa. Assim que perdia a bola, o Náutico avançava com liberdade pelos lados e buscava investidas com Vinícius e Jean Carlos. No entanto, a pontaria do Timbu não estava tão inspirada em tentativas de Camutanga e Trindade. Na investida mais clara da equipe, Vinícius cruzou rasteiro, só que Kieza chegou atrasado.

Ritmo acelerado, mas... cadê o gol?

O técnico Marcelo Chamusca promoveu no intervalo as entradas de Daniel Borges e Diego Gonçalves nos lugares de Warley e Chay, respectivamente. O ímpeto alvinegro aumentou em tentativa de Pedro Castro e finalizações de fora de área. No entanto, faltava acertar o pé. Após cobrança de escanteio, Pedro Castro chutou e a bola bateu em Alex Alves. Na sobra, ele desviou do goleiro batido, mas acabou acertando o próprio goleiro.

Kieza na marca do pênalti

O Náutico ensaiou uma reação em jogadas pela pontas. Vinícius passou como quis pela esquerda e alçou. Kieza completou por cima. Em seguida, veio uma chance preciosa de ampliar.

Erick tentou drible na área e sofreu falta de PV, em pênalti corretamente marcado. Kieza partiu para a cobrança, mas seu chute saiu rasteiro a parou tranquilo nas mãos de Douglas Borges.

Em nova voltagem

As entradas de Felipe Ferreira e Rafael Moura revigoraram o Botafogo. Pressionando mais a saída de bola do Timbu, a equipe logo chegou a um empate. Camutanga hesitou e o He-Man roubou a bola. Diego Gonçalves recebeu passe e serviu Felipe Ferreira, que não titubeou diante de Alex Alves.

A igualdade fez o Alvinegro partir para cima de vez. Rafael Moura e Felipe Ferreira tiveram oportunidades, mas não conseguiram marcar.

Novo vacilo

Os erros de marcação custaram caro ao Botafogo. Em nova jogada na área, PV deu carrinho em Hereda dentro da área. O árbitro marcou pênalti. Desta vez, Jean Carlos correu e cobrou com força para o fundo da rede aos 44 minutos.

Mesmo tentando novas investidas em bolas aéreas, o Botafogo não conseguiu evitar sua primeira derrota na Série B. Aos 50 minutos, Alex Alves cobrou falta e Paiva encontrou espaço para avançar e fulminar a rede. O Náutico segue 100% na competição.

Lance!
Publicidade
Publicidade