0

Vasco quer lotar Maracanã em busca de R$ 4,5 milhões

6 dez 2019
09h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Além de promover uma grande festa no Maracanã em razão da liderança assumida esta semana com o maior número de sócios-torcedores entre os grandes cubes de futebol do País, o Vasco quer se despedir do Brasileiro, neste domingo, contra a Chapecoense, com uma vitória que pode representar um belo reforço de caixa para o clube neste fim de ano. Com os três pontos, dependendo de outros resultados, o Vasco pode ganhar cerca de R$ 4, 5 milhões.

Foto: Magalhães Jr/Photopress / Gazeta Press

Isso porque a CBF distribui ao final do campeonato uma quantia em dinheiro para os clubes, considerando suas respectivas posições na tabela. Com o empate com o Bahia, nessa quinta, fora de casa, o time de São Januário se manteve em 13º lugar, com 48 pontos, atrás de Atlético-MG (12º), que tem a mesma pontuação, mas possui uma vitória a mais, Bahia (11ª, com 49), Goiás (10º, com 49) e Fortaleza (9º, com 50 pontos).

Dependendo de uma combinação de resultados, o Vasco pode saltar de 13º para 10º. Não pode chegar em 9º porque Fortaleza e Bahia se enfrentam e um deles obrigatoriamente vai terminar a competição na frente da equipe carioca – isso ocorrerá mesmo que haja empate nessa partida; no caso o Fortaleza somaria 51 pontos e seria beneficiado por ter duas vitórias a mais que o Vasco.

Para terminar em 10º, vai ter de vencer a Chapecoense, torcer para que o Atlético-MG não derrote o Internacional no Beira-Rio e que o Goiás não vença o Grêmio em Goiânia. Com relação a Bahia e Fortaleza, uma vitória no Maracanã bastará para o Vasco deixar um deles para trás.
Em 13º, o Vasco receberia R$ 13, 7 milhões da CBF. Já, em 10º, o valor sobe para R$ 18, 15 milhões. Ou seja, obteria um ganho de quatro milhões, quatrocentos e cinquenta mil reais. Para quem anda cheio de dívidas e com vários compromissos de fim de ano, isso equivaleria a um presente e tanto de Natal.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade