PUBLICIDADE

Sob vaias, Fluminense joga mal e só empata com Atlético-GO

Com o resultado, o Fluminense chegou aos 33 pontos, mantendo a vantagem de dois pontos para o próprio Atlético-GO

9 out 2021 18h59
| atualizado às 19h00
ver comentários
Publicidade

Sob muitas vaias, o Fluminense jogou mal e ficou apenas no 0 a 0 com o Atlético-GO na tarde deste sábado, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi de pouca criatividade, com exceção para os minutos finais, quando o time carioca conseguiu pressionar o adversário e perdeu chances incríveis de vencer a partida.

Com o resultado, o Fluminense chegou aos 33 pontos, mantendo a vantagem de dois pontos para o próprio Atlético-GO, mas ainda fora da zona de classificação para a Copa Libertadores, principal objetivo da equipe na competição.

A volta de público no Maracanã acabou pressionando o Fluminense. A torcida vaiou alguns jogadores desde o início da partida, principalmente o lateral Danilo Barcelos. Nervoso, o time carioca errou lances bobos e encontrou dificuldade para dominar o adversário, apesar de ter a posse de bola.

Sob vaias, Fluminense joga mal e só empata com Atlético-GO
Sob vaias, Fluminense joga mal e só empata com Atlético-GO
Foto: Andre Melo Andrade / Gazeta Press

O Atlético acabou sendo mais perigoso, mas em breves lampejos. O jogo truncado impediu que os goleiros trabalhassem, tanto que o lance mais perigoso saiu de um chute de Cariús. Marcos Felipe fez a defesa com certa facilidade. O 0 a 0 acabou traduzindo muito bem o que foi a etapa inicial.

No segundo tempo, as vaias continuaram. Caio Paulista também foi muito criticado pelos poucos torcedores que estiveram no Maracanã. Um dos poucos poupados foi Fred. A grande maioria da torcida aplaudiu o atleta quando ele deixou o campo com direito a coro de: "O Fred vai te pegar". Mesmo sem marcar, o atacante recebeu o carinho dos presentes no estádio.

Mas faltou bola para que o placar fosse inaugurado. Marcão mexeu no Fluminense, tentou dar mais velocidade ao time, mas Fernando Miguel seguiu sem ser ameaçado, um pouco diferente de Marcos Felipe que precisou fazer um milagre na cabeçada de João Paulo, no lance mais perigoso do time goiano. O próprio atleta chegou a marcar, um pouco antes, mas o lance foi anulado pela arbitragem

A impaciência da torcida fez o Fluminense se atirar inteiro ao ataque. Aos 48 minutos, Bobadilla dominou no peito dentro da área, mas furou o chute. Na sobra, Danilo Barcelos chutou com força e mandou na trave. Lucca, no último lance, também teve a chance de marcar, mas nem os gritos por "João de Deus" fizeram com que a bola entrasse. Final de jogo: 0 a 0.

Na próxima rodada, o Atlético enfrenta o Red Bull Bragantino nesta terça-feira, às 19h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP). Na quarta, às 21h, o Fluminense visita o Corinthians, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 0x0 ATLÉTICO-GO

FLUMINENSE - Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; André (Martinelli), Yago Felipe e Nonato (Arias); Luiz Henrique (Lucca), Fred (Bobadilla) e Caio Paulista (John Kennedy). Técnico: Marcão.

ATLÉTICO-GO - Fernando Miguel; Dudu (Arnaldo), Wanderson, Eder e Igor Cariús; Willian Maranhão, Matheus Barbosa (Baralhas) e João Paulo; Zé Roberto (Montenegro), Ronald (Janderson) e André Luis (Natanael). Técnico: Eduardo Souza.

CARTÕES AMARELOS - John Kennedy e Luccas Claro (Fluminense); Eder e Ronald (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO - Eduardo Souza (Atlético-GO).

ÁRBITRO - Edina Alves Batista (SP).

RENDA - R$ 78.132,00.

PÚBLICO - 2.287 pagantes.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadão
Publicidade
Publicidade