0

São Paulo joga bem, vence o Inter e vai à fase de grupos da Libertadores

4 dez 2019
23h37
atualizado em 5/12/2019 às 10h07
  • separator
  • 0
  • comentários

O São Paulo está confirmado na fase de grupos da Copa Libertadores de 2020. Nesta quarta-feira, o Tricolor recebeu o Internacional, no Morumbi, em confronto direto pela disputada vaga em uma das chaves do torneio continental e não decepcionou seus torcedores, saindo de campo com uma grande atuação e, por consequência, com a importantíssima vitória por 2 a 1. Antony e Vitor Bueno balançaram as redes para os donos da casa. Guilherme Parede descontou para o Colorado.

Com o resultado, o São Paulo não tem mais qualquer chance de ser desbancado da sexta colocação, último posto que garante vaga direta à fase de grupos da Libertadores. O rival Corinthians tem quatro pontos a menos, no sétimo lugar, e fica na fase preliminar do torneio. Restando apenas uma rodada, o Tricolor agora terá apenas de cumprir tabela contra o CSA, em Maceió, no próximo domingo, às 16h (de Brasília).

Essa será a 20ª participação do Tricolor na Libertadores. O clube é o brasileiro que mais vezes venceu o torneio (3) ao lado de Santos e Grêmio, mas neste ano protagonizou um vexame ao ser eliminado na fase preliminar para o modesto Talleres, da Argentina. Justamente por isso, conquistar a vaga direta à fase de grupos da competição era questão de honra para o estrelado elenco que foi montado no decorrer da temporada.

O jogo - O São Paulo fez um primeiro tempo de almanaque e ao estilo de Fernando Diniz. Embora o treinador não tenha figurado na beira do campo por ter de cumprir suspensão automática, os jogadores desta vez aparentemente entenderam melhor o que o comandante pediu, demonstrando um futebol envolvente com bastante movimentação e trocas de passes rápidas. Desta forma, não demorou para que o placar fosse aberto.

Aos 15 minutos, Igor Gomes recebeu no meio-campo e aproveitou o espaço deixado pela zaga do Internacional para dar um lindo passe em profundidade para Antony, que saiu cara a cara com o goleiro Marcelo Lomba e tocou na saída do adversário, com a parte externa do pé, para estufar as redes.

Empolgado com o gol, o São Paulo continuou pressionando o Internacional e por pouco não ampliou aos 24 minutos, em jogada de bola parada. Daniel Alves cobrou falta de longa distância, por cima da barreira, buscando o ângulo de Marcelo Lomba, que viu a bola passar rente ao travessão. Já aos 31 foi a vez do Good Crazy sair mano a mano com o goleiro colorado e tocar por cobertura, mas acertou a trave. O assistente, no entanto, já havia marcado impedimento na jogada.

Antes de as equipes irem para o intervalo, tanto o Internacional quanto o São Paulo tiveram chance de balançar as redes. Aos 38 minutos, Guerrero recebeu na entrada da área, limpou a marcação, e a bola sobrou para Nonato, que chegou chapando e tirando tinta da trave de Tiago Volpi. Já aos 44 foi a vez de Pablo receber grande passe de Antony, que desarmou a zaga depois de um vacilo na saída de bola, e bater de primeira, mas em cima de Marcelo Lomba.

Segundo tempo

O São Paulo voltou para o segundo tempo ainda mais ligado e logo aos três minutos tratou de ampliar a vantagem aproveitando o contra-ataque. Tchê Tchê colocou Antony para correr, e o garoto se livrou de dois marcadores antes de dar passe açucarado para Vitor Bueno, que saiu na cara do gol e precisou apenas tocar no cantinho para correr para o abraço.

E o São Paulo só não fez o terceiro aos 11 minutos porque o assistente marcou impedimento de Arboleda. Em cobrança de falta pela esquerda, o zagueiro equatoriano subiu mais alto que todo mundo no primeiro pau e completou para o fundo das redes, mas ele, de fato, estava um pouco adiantado no momento do cruzamento.

Embalado, o Tricolor continuou em cima do Inter e esteve muito próximo de ficar em situação ainda mais confortável aos 20, quando Pablo completou de cabeça o cruzamento da esquerda, tirando tinta da trave de Marcelo Lomba. Depois, aos 22, foi a vez de Vitor Bueno concluir praticamente a mesma jogada, mas o goleiro Colorado fez grande defesa para salvar sua equipe.

De tando desperdiçar, o São Paulo acabou castigado aos 24 minutos. Guerrero tabelou na entrada da área e bateu rasteiro, forçando a defesa de Tiago Volpi, porém, no rebote, Guilherme Parede estava no lugar certo para completar de primeira e descontar para o Internacional, mas foi só. Sem conseguir crescer na partida, o Colorado acabou tendo de se conformar com a amarga derrota no confronto direto por uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 INTERNACIONAL

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 4 de dezembro de 2019, quarta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)

Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Éder Alexandre (SC)

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Público: 30.822 pessoas

Renda: R$ 487.784,00

Gols: Antony, aos 15 do 1ºT, e Vitor Bueno, aos 3 do 2ºT (São Paulo); Guilherme Parede, aos 24 do 2ºT (Internacional)

Cartões amarelos: Vitor Bueno, Bruno Alves, Tchê Tchê (São Paulo); Rodrigo Lindoso, Victor Cuesta, Rafael Sóbis, Uendel (Internacional)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Toró); Antony, Pablo (Luan) e Vitor Bueno (Liziero)

Técnico: Márcio Araújo

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor (Rafael Sóbis), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson e Nonato (D'Alessandro); Parede, Guerrero e Neílton (Nico López)

Técnico: Zé Ricardo

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade