0

São Paulo empata com o Vasco no Morumbi e perde a chance de colar nos líderes

22 nov 2020
18h04
atualizado às 18h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Neste domingo, o São Paulo recebeu o Vasco no Morumbi e ficou no empate por 1 a 1, em jogo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado impediu que o time comandado por Fernando Diniz se aproximasse de Atlético-MG e Flamengo, que dividem a liderança da competição. Os cariocas abriram o placar com Germán Cano, porém o Tricolor deixou tudo igual com Luciano.

O São Paulo encontrou muita dificuldade para atuar na primeira etapa. O Vasco montou um sistema defensivo efetivo, cedeu poucos espaços e ainda levou perigo nos contra-ataques. Foi assim que o time abriu o placar, em bobeada de Bruno Alves ao tentar fazer a linha de impedimento. Mesmo não criando, o Tricolor chegou ao empate com Luciano, após Sara pressionar a saída de bola adversária e provocar um erro.

O São Paulo voltou mais ofensivo para o segundo tempo, mas não conseguiu organizar uma pressão no ataque e poucas vezes levou perigo ao Vasco. O time esteve pouco inspirado e não conseguiu sair com a vitória, que seria fundamental na corrida pelo título nacional.

Com o resultado, o São Paulo foi aos 37 pontos, na terceira colocação. Na próxima quinta-feira, o time fará o jogo atrasado contra o Ceará, no Castelão, às 19h15. Enquanto isso, o Vasco chegou aos 24 pontos, na 16ª posição. Na próxima rodada, a equipe também enfrentará o Vozão, no dia 30 (segunda-feira), às 18h, em São Januário.

O jogo - O primeiro tempo iniciou com o São Paulo tendo a posse de bola e o Vasco buscando chegar em contra-ataques. Na primeira chance, Gabriel Sara cobrou falta à meia altura e Lucão foi buscar no canto direito. Em seguida, os cariocas vieram com Gustavo Torres, que finalizou de dentro da área e Volpi desviou para escanteio.

O Tricolor voltou a assustar, dessa vez com Luan. O volante arriscou um chute rasteiro e o goleiro defendeu novamente no canto direito. No entanto, foi o Vasco que abriu o placar. Aos 18 minutos, o time recuperou a bola e Gustavo Torres acertou belo lançamento para Cano, que aproveitou o buraco na defesa do São Paulo para receber em condição legal, carregar a bola e tirar do alcance de Volpi para marcar.

Depois de sofrer o gol, o Tricolor encontrou dificuldade para progredir com a bola e ainda sofria com os contra-golpes do Vasco. Apesar dos obstáculos, o time conseguiu chegar ao gol de empate aos 32 minutos, em uma falha dos visitantes na saída de bola. Jadson foi pressionado por Gabriel Sara e tirou mal a bola, que ficou oferecida para Luciano. O camisa 11 pegou de primeira e mandou no contra-pé de Lucão para deixar tudo igual.

Diniz voltou do intervalo com Tchê Tchê e Vitor Bueno nos lugares de Juanfran e Luan, respectivamente. Logo no início, o São Paulo perder uma grande oportunidade. Brenner aproveitou a desatenção da defesa vascaína, saiu na cara de Lucão e parou em defesa do goleiro, que fez importante intervenção.

No entanto, o Tricolor não conseguiu sustentar o ritmo e só voltou a levar perigo aos 20 minutos. Reinaldo arriscou de longe, a bola desviou na zaga e saiu muito próxima da trave esquerda. Em seguida, Sara cruzou da direita, Brenner apareceu na área para desviar e Lucão fez defesa segura. Desse momento em diante, o São Paulo teve a posse no ataque e abusou dos cruzamentos, sem criar chances reais de gol.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 1 VASCO DA GAMA

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 22 de novembro de 2020, domingo

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)

Assistentes: Kleber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Éder Alexandre (SC)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Brenner, Hernanes (São Paulo); Miranda, Yago Pikachu, Lucas Santos e Andrey (Vasco)

GOLS:

São Paulo: Luciano (32 minutos do 1º tempo)

Vasco: Germán Cano (18 minutos do 1º tempo)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Tchê Tchê), Léo (Hernanes), Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Vitor Bueno), Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Pablo); Brenner (Tréllez) e Luciano.

Técnico: Fernando Diniz

VASCO: Lucão; Jadson, Ricardo Graça e Miranda; Pikachu, Marcos Júnior, Léo Gil (Andrey), Henrique (Neto Borges), Vinícius (Lucas Santos); Gustavo Torres (Juninho) e Cano (Ygor Catatau).

Técnico: Ricardo Sá Pinto

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade