5 eventos ao vivo

Peres entra em contato com o Ceará para repudiar suposta injúria racial

18 out 2019
18h33
atualizado às 18h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O Santos conseguiu um resultado importante ao derrotar o Ceará, nesta quarta-feira, mas um episódio polêmico fora de campo foi muito debatido após o apito final. O meio-campista Thiago Galhardo afirmou que seu companheiro de equipe Fabinho foi alvo de insultos racistas por parte da torcida do Peixe. Nesta sexta-feira, o Alvinegro Praiano garantiu que tomará providências em relação às supostas injúrias raciais.

O perfil do Santos publicou nas redes sociais que "entrou em contato com o volante Fabinho e o presidente do Ceará, Robinson de Castro, para reforçar o repúdio do clube e da torcida sobre o lamentável episódio da última quinta. Uma sindicância interna já foi aberta para apuração total dos fatos".

Santos ainda abrirá sindicância interna para apurar o acontecimento (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Santos ainda abrirá sindicância interna para apurar o acontecimento (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Foto: Gazeta Esportiva

O acontecimento envolvendo a torcida do Santos só foi tornado público em entrevista de Thiago Galhardo após a partida. Além de relatar as ofensas raciais, o meio-campista ainda revelou que os jogadores do Vozão foram alvo de preconceito regional.

"Acho que eles vem ver o espetáculo, que foi bonito, parabéns pela vitória do Santos. Mas querem menosprezar o Fabinho, a mim, fazer auto racismo chamando de negão, vagabundo… Futebol perde sua essência. Brasileiro tem que se controlar mais. Não pode ter isso, o cara ficar, ao meu ver, embriagado, xingar a gente… Tinha que estudar um pouco mais, conhecer a geografia no Brasil, falar que o Ceará joga no Norte, ou eu que não entendo muito, estudei de sacanagem…", lamentou o jogador do Ceará ao Esporte Interativo.

O Santos saiu perdendo para o Ceará com gol de Lima. Na segunda etapa, o Peixe conseguiu a virada com tentos de Eduardo Sasha e Gustavo Henrique. Com a vitória, a equipe de Jorge Sampaoli foi a 51 pontos, na terceira colocação. Na próxima rodada, o time visita o Atlético-MG, no domingo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade