PUBLICIDADE

Palmeiras amassa o Atlético-GO e chega à 6ª vitória seguida

O nome do jogo foi Gustavo Scarpa, que marcou um gol de pênalti e deu assistências para Raphael Veiga e Rony. Breno Lopes fez o último

10 nov 2021 22h22
| atualizado às 22h47
ver comentários
Publicidade

Nesta quarta-feira, o Palmeiras derrotou o Atlético-GO por 4 a 0, no Allianz Parque, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O grande nome da partida foi Gustavo Scarpa, que marcou um gol de pênalti e deu assistências para Raphael Veiga e Rony. Breno Lopes fechou o placar. O triunfo foi o sexto consecutivo do Verdão na competição.

A primeira grande chance da partida foi do Atlético-GO, porém o Palmeiras rapidamente assumiu o controle das ações e ditou o ritmo da etapa inicial. Os mandantes abriram o placar com Veiga, após contra-ataque puxado por Scarpa. O camisa 14 viria a dar nova assistência, dessa vez cruzando para Rony ampliar.

No segundo tempo, algo inédito aconteceu. Anderson Daronco assinalou pênalti, porém não foi Raphael Veiga que foi para a cobrança. Scarpa ficou responsável pela batida, marcando o terceiro do time. Na reta final, Dudu desceu pela direita e tocou para Breno Lopes fazer o quarto.

Palmeiras amassa o Atlético-GO e chega à 6ª vitória seguida
Palmeiras amassa o Atlético-GO e chega à 6ª vitória seguida
Foto: Victor Monteiro / Gazeta Press

Com a vitória, o Palmeiras chegou aos 58 pontos, na segunda colocação. Na próxima rodada, o time terá pela frente o Fluminense, no Maracanã, às 18h15 do domingo. Enquanto isso, o Atlético-GO estacionou nos 37 pontos, na 14ª posição. A equipe volta a campo no sábado, contra o Santos, no Antônio Accioly, às 17h.

O jogo - A primeira grande chance da partida foi do Atlético-GO, que saiu da pressão do Palmeiras com passes pelo chão. João Paulo lançou Ronaldo, que saiu na cara de Weverton e chutou à direita do gol. O Verdão respondeu com Dudu, que recebeu de Scarpa, cortou da esquerda para dentro e finalizou para defesa tranquila de Fernando Miguel.

No lance seguinte, o camisa 4+3 levaria pais perigo. Ele recebeu passe de Rony, invadiu a área e chutou rente à trave esquerda. Aos 13 minutos, o Palmeiras abriu o placar no Allianz. Weverton iniciou contra-ataque ao lançar Scarpa, que conduziu pela direita e serviu Veiga. O artilheiro do time na temporada ajeitou e finalizou cruzado e rasteiro para marcar.

Victor Luis arriscou de fora da área após rebote de escanteio, mandando por cima do travessão. Em seguida, Rony lançou Scarpa, que ganhou na corrida do zagueiro, mas não conseguiu tirar de Fernando Miguel. Aos 30 minutos, o Verdão chegou ao segundo gol. Scarpa bateu falta pela esquerda, e Rony desviou de cabeça, sem chances de defesa.

Segundo tempo

A etapa final começou morna, mas o Anderson Daronco foi chamado à cabine do VAR aos 16 minutos, marcando pênalti por toque de mão de Marlon Freitas. Batedor oficial, Veiga deixou a cobrança para Scarpa, que bateu no canto direito e fez o terceiro do time.

O Palmeiras não deixou de atacar, mas só voltou a levar perigo na reta final. Aos 44 minutos, Dudu foi lançado pela direita, avançou e cruzou rasteiro para Breno Lopes, que chegou batendo para sacramentar a vitória.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4 x 0 ATLÉTICO-GO

Data: 10 de novembro de 2021, quarta-feira

Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP

Horário: 20h30 (de Brasília)

Público: 19.165 torcedores

Renda: R$1.130.116,36

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa) e Michael Stanislau

VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira

Cartões amarelos: Danilo (Palmeiras); Éder, Janderson, Oliveira (Atlético-GO)

GOL:

Palmeiras: Raphael Veiga (13 minutos do 1º tempo), Rony (30 minutos do 1º tempo), Gustavo Scarpa (17 minutos do 2º tempo) e Breno Lopes (44 minutos do 2º tempo)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan (Renan), Benjamin Kuscevic e Victor Luis; Danilo, Zé Rafael, Raphael Veiga (Breno Lopes) e Gustavo Scarpa (Patrick de Paula); Dudu e Rony (Luiz Adriano).

Técnico: Abel Ferreira

ATLÉTICO-GO: Fernando Miguel; Dudu (Arnaldo), Wanderson, Éder e Igor Cariús; Willian Maranhão (Marlon Freitas), Baralhas, João Paulo (Oliveira); Ronald (Toró), Janderson e Zé Roberto.

Técnico: Eduardo Souza

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade