4 eventos ao vivo

Mano Menezes comenta preferência de clubes brasileiros por estrangeiros: "Essa moda vai passar"

8 ago 2020
14h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico Mano Menezes, longe do futebol desde sua demissão no Palmeiras em 2019, comentou sobre a busca dos clubes brasileiros por treinadores estrangeiros.

Segundo ele, a tendência não passa de modismo. "O Brasil é um país da moda. A moda agora é treinador estrangeiro, e temos de aceitar como as coisas são. Isso não acontece do nada. Traz suas causas e, na minha opinião, até erradas. Nossos problemas no futebol já se arrastam há muitos anos. Mas, quando acontece alguma coisa específica, como o famoso 7 a 1, é como se aquilo se desnudasse e de uma hora para outra as pessoas têm a solução mágica. Essa moda vai passar, como todas as outras passaram", afirmou, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Contudo, Mano vê aspectos positivos na vinda de nomes de fora. "Acho positivo a vinda de técnicos estrangeiros. Elevar o nível, como fez o Jorge Jesus, causa desconforto e incômodo e, aqueles técnicos que escolherem o caminho correto, da busca por uma melhor preparação, para formar uma metodologia e filosofia nova, vão passar por isso como deve ser, trazendo coisas boas para o futebol brasileiro", disse, elogiando o trabalho do ex-flamenguista.

"Mas a moda vai passar, porque logo os técnicos estrangeiros terão os mesmos problemas que tivemos aqui, que é a questão do calendário, campos ruins, derrotas. Só um vai ganhar e todos os outros vão perder. O mundo está muito imediatista, e a moda vai passar e outra moda vir", concluiu.

Este Campeonato Brasileiro contará, até o momento, com a participação de três treinadores estrangeiros: o espanhol Domenèc Torrent, do Flamengo, e os argentinos Jorge Sampaoli, do Atlético-MG, e Eduardo Coudet, do Inter.

Veja também:

Os maiores artilheiros estrangeiros da história do Vasco
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade