PUBLICIDADE

Maicon lamenta derrota e critica arbitragem em jogos passados do Santos fora da Vila

15 mai 2022 21h17
ver comentários
Publicidade

O Santos foi até Goiânia e perdeu do Goiás, no Estádio da Serrinha, por 1 a 0, na noite deste domingo, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O gol, de pênalti, aconteceu aos 19 minutos do primeiro tempo e, segundo o zagueiro Maicon, faltou atuar na partida inteira com a mesma gana apresentada no final da primeira etapa.

"Infelizmente tomamos o gol muito cedo, acabou prejudicando um pouco a nossa ideia de jogo. Muitos cruzamentos no primeiro tempo. No final do primeiro tempo, colocamos uma pressão forte neles. Se a gente tivesse entrado com a mesma gana e a mesma vontade que a gente estava no final do primeiro tempo, acho que a gente poderia ter saído com um resultado positivo", iniciou o defensor na saída de campo ao canal Premiere.

Ele também falou sobre os maus resultados conquistados fora de casa - o Peixe ainda não venceu fora de seus domínios pelo Brasileirão. No entanto, ele comentou possíveis erros de arbitragem em situações passadas.

"Se a gente for falar de jogar fora de casa e não conquistar pontos, contra o Fluminense, no último lance, pênalti claro ao nosso favor, poderíamos ter ganhado o jogo. Contra o São Paulo a mesma coisa, uma injustiça e acabou nos prejudicando mais uma vez. Não é que o Santos joga mal fora de casa, é que algumas coisas nos atrapalharam no começo da competição para que a gente conquiste vitórias fora de casa. É claro que temos um desempenho melhor dentro de casa, é normal. A gente é forte dentro de casa. Fora de casa, no Campeonato Brasileiro, é difícil de jogar. Temos que ressaltar que fomos prejudicados em três pontos", analisou.

Maicon também projetou a sequência do Santos. "Agora é seguir, temos jogo na Sul-Americana em casa, tentar conquistar os três pontos para seguir na próxima fase. Temos quatro jogos dentro de casa, dois na Sul-Americana e no Brasileiro. Dentro de casa temos que pontuar, os três pontos, temos que fazer nosso papel. Defensivamente, a equipe estava bem compacta. O pênalti no começo da partida, o jogo estava controlado. Faltou um pouco de paciência na parte ofensiva, na construção do jogo. Agora é trabalhar e corrigir os erros para a próxima partida", finalizou.

Na próxima rodada, o Santos recebe o Ceará, no sábado, às 18h30 (de Brasília). Antes disso, porém, tem duelo da Sul-Americana contra o Unión La Calera, também na Vila Belmiro, na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade