0

Feldman volta a garantir realização de Palmeiras x Flamengo: "tendo 13 jogadores, a bola rola"

24 set 2020
21h40
atualizado às 21h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, voltou a garantir que o duelo entre Flamengo e Palmeiras, agendado para este domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque, não será adiado por conta dos casos de covid-19 no elenco rubro-negro.

Em entrevista à Espn Brasil, nesta quinta-feira, o dirigente declarou que a CBF se baseia no critério adotado pela Uefa, que autoriza a realização da partida se a equipe tiver pelo menos 13 jogadores em condições de serem relacionados.

"A gente resolveu hoje, em decisão compartilhada com os clubes da Série A, adotar o mesmo critério da Uefa: tendo 13 jogadores em condições, a bola rola e o jogo prossegue", declarou Feldman.

Quando o número de infectados no elenco ainda era de sete jogadores, o Flamengo já havia feito o pedido formal à CBF, pedindo o adiamento da partida. Nesta quinta-feira, o número de jogadores com covid-19 subiu para 16, segundo noticiou o GE. Além dos atletas, o técnico Domenec Torrent, o presidente Landim, o vice-presidente de futebol Marcos Braz, o membro do conselho de futebol Dekko Roismann e mais cinco casos de membros da comissão técnica não identificados também testaram positivo.

Com isso, a pressão do Flamengo a favor do adiamento da partida aumentou. Desde que recebeu o documento do clube carioca, porém, a CBF, por meio de Walter Feldman, tem se posicionado contra o pedido e reafirmado que o jogo deve acontecer.

Assim como a CBF, o Palmeiras é contra o adiamento da partida. Os próprios atletas do Verdão confirmaram o desejo de entrar em campo, ao rebater uma nota do Sindicato dos Atletas, que questionava a realização do jogo.

Veja também:

Veja os maiores campeões das ligas nacionais por país
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade