2 eventos ao vivo

Distante de BH, Mano define 2019 do Cruzeiro por smartphone

28 nov 2018
16h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O WhatsApp do técnico Mano Menezes mostra o sinal de alerta. Em Belo Horizonte, o smartphone de Itair Machado faz a mesma coisa. Apesar da boa relação entre os dois, não são imagens de bom dia tampouco correntes ou fake news. As linhas que se multiplicam são de conversas entre vice-presidente e treinador com planejamento do Cruzeiro para 2019.

Essa tem sido a principal forma de comunicação entre o técnico do Cruzeiro e o vice-presidente Itair Machado neste período que o treinador celeste está afastado das atividades fazendo um tratamento de saúde, em São Paulo.

A distância entre a capital paulista e a mineira não tem sido um fator dificultador, afinal, com a rápida comunicação, tanto WhatsApp quanto as próprias ligações facilitam tudo. Além disso, conforme a própria diretoria e comissão técnica entendem, a atual equipe é boa o suficiente e precisa de pequenos ajustes.

A Gazeta Esportiva apurou quais são os principais pedidos do técnico Mano Menezes. Dois laterais, ambos reservas disputando a posição, afinal, Egídio e Edilson agradaram em 2018. Um meio campista que ocupe espaços e chegue bem na área. E, por fim, um atacante de lado de campo. Esses são as solicitações.

Alguns nomes já foram ventilados, mas até agora nenhum confirmado. Uma coisa, no entanto, é garantida: a Raposa quer qualidade, não vai buscar qualquer nome.

Mas jogador de nome exige esforço e salário. Diante disso, o Cruzeiro preparou uma lista de atletas disponíveis para vendas, empréstimos ou trocas. O objetivo é ter jogadores que facilitem uma troca e, sobretudo, reduzam a folha salarial. Nomes como de Sassá e Rafael Sobis, por exemplo, estão na listagem para saírem da agremiação.

A Raposa tem um grande sonho em 2018: conquistar a Copa Libertadores. Para isso terá de reforçar. Mas tudo só começará com força na próxima semana, quando o Campeonato Brasileiro encerrar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade