2 eventos ao vivo

Descartado no São Paulo, Rodrigo negocia com grande paulista

2 jul 2009
18h56

Fora dos planos da diretoria do São Paulo, Rodrigo treina no clube até 16 de julho, quando encerra o empréstimo do Dínamo de Kiev. E já pensa em que clube vai atuar no futuro. Como o zagueiro não quer voltar para a Ucrânia, seu procurador tem conversado com um grande clube de São Paulo.

» André Dias pede tempo para se adaptar ao 4-4-2
» "Vou entender se o Ricardo optar pelo Denis", diz Bosco
» São Paulo tem quatro pendurados contra o Coritiba
» Miranda não garante futuro no São Paulo

Dizendo desconhecer a decisão anunciada pelo vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, de que o atual tricampeão brasileiro não conta mais com o camisa 4, o empresário Giuseppe Dioguardi garante que seu cliente não ficará sem equipe. Só não revela quem quer o defensor por um "acordo de ética".

"Se for esta a posição do São Paulo, não tem problema. O Rodrigo é um jogador que tem mercado e estamos negociando com um grande clube de São Paulo. Se o São Paulo quiser continuar com ele, tem que entrar na disputa", avisou Dioguardi, que alega estar surpreso com a informação dada por Leco.

"Isso é estranho, mas nunca falei com o Leco sobre o Rodrigo. Sempre me reportei ao Juvenal (Juvêncio, presidente do São Paulo)", argumentou, antecipando que só considerará finalizada a segunda passagem do zagueiro pelo Morumbi quando ouvir isso do mandatário.

"A posição do Juvenal há um mês era de tentar o reempréstimo. E sei que o Ricardo Gomes gosta muito do Rodrigo, até pediu a contratação dele para a diretoria. Então, só falo com o Leco sobre isso se o Juvenal pedir", comentou.

Apesar da descrença de Dioguardi, é certo que Rodrigo não fica no clube. A renovação de seu empréstimo em janeiro foi considerada muito complicada e cara pela diretoria são-paulina, que não estaria disposta a passar pelas mesmas dificuldades, tanto que já contratou o zagueiro Jean Rolt, ex-Ponte Preta.

Rodrigo não entra em campo desde 22 de abril, quando o Tricolor derrotou o América de Cali por 2 a 1, ainda pela primeira fase da Libertadores. Depois disso, o jogador teve uma embolia pulmonar e ficou internado. Ao receber alta, passou a se recondicionar fisicamente e atualmente já corre normalmente, vetado apenas para trabalhar com bola. Contudo, estará liberado atuar profissionalmente em breve.

Rodrigo pode ir para um grande clube de São Paulo
Rodrigo pode ir para um grande clube de São Paulo
Foto: Vipcomm / Divulgação
Fonte: Gazeta Press
publicidade