PUBLICIDADE

Brasileiro Série A

Bahia busca empate diante do Criciúma e se mantém no G4 do Brasileirão

Segundo tempo eletrizante impede primeira vitória do Tigrão como mandante, e Tricolor desperdiça chance de liderança no Brasileiro

16 jun 2024 - 20h30
(atualizado às 21h39)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Rafael Rodrigues/EC Bahia - Legenda: Criciúma x Bahia se enfrentaram na noite deste domingo, pela 9ª rodada do Brasileirão / Jogada10

Em jogo de tempos distintos, Criciúma e Bahia empatam em 2 a 2 na noite deste domingo (16), pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor precisava da vitória para assumir a liderança da competição, mas foi guerreiro ao garantir um ponto após sair em desvantagem no confronto. Já o Tigrão terminou o embate com gosto de derrota, visto que esteve muito próximo de conquistar o primeiro triunfo no Estádio Heriberto Hulse nesta edição do torneio. O resultado manteve a equipe na zona de rebaixamento, com seis pontos.

Primeiro tempo

Invicto há 10 jogos, o Bahia encontrou muita dificuldade para criar boas oportunidades durante o primeiro tempo no Heriberto Hulse. A melhor chance tricolor, por exemplo, ocorreu apenas aos 40 minutos, quando o Criciúma já estava em vantagem no placar. Jean Lucas tabelou com Caio Alexandre e chutou com força para defesa do goleiro Gustavo, no meio do gol.

O Criciúma, por sua vez, se apresentou com mais ritmo de jogo em busca da primeira vitória como mandante neste Brasileirão. A equipe pressionou o adversário principalmente pelos lados do campo e conseguiu manter o controle em boa parte da etapa inicial. A imposição surtiu efeito aos 33 minutos, com uma cobrança de falta 'alá Ronaldinho'. Marcelo Hermes mandou à esquerda e surpreendeu o goleiro Marcos Felipe ao cobrar rasteiro, por baixo da barreira, e abrir o marcador.

Segundo tempo

O Criciúma precisou de um minuto para jogar um balde de água fria em qualquer possibilidade de reação do Bahia - que iniciou a rodada com chance de assumir a ponta da tabela do Brasileirão. Depois de tentar por duas vezes na etapa inicial, Arthur Caíke aproveitou a lambança da defesa tricolor e estufou as redes de cabeça para ampliar a vantagem dos donos da casa.

Mas o segundo tempo ainda prometia fortes emoções. O Bahia contou com a boa jogada de Cauly antes de acionar Caio Alexandre, que depois só precisou deixar na medida para Everaldo cabecear e diminuir a vantagem do Criciúma, aos 10′. Quatro minutos depois, o VAR entrou em ação para analisar uma falta do goleiro Gustavo no atacante tricolor. O árbitro, no entanto, manteve a decisão de campo e o puniu apenas com amarelo - o que causou revolta no técnico Rogério Ceni.

Expulsão

O lance mais polêmico da partida ocorreu aos 17′, apenas dois minutos após a análise do VAR. Poupado inicialmente pela arbitragem, mesmo depois da pressão tricolor, o goleiro Gustavo recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mas o lance causou revolta nos torcedores do Criciúma, que não concordaram com a avaliação e consideraram a punição do árbitro Flávio Rodrigues exagerada.

Empate do Bahia

Com vantagem numérica e mais confiante na partida, o Bahia precisou de pouco tempo para deixar tudo igual no Heriberto Hulse, em Santa Catarina. Cauly aproveitou a cobrança curta de escanteio para acionar Caio Alexandre na área, que acertou o ângulo de Alisson e marcou o segundo do Tricolor na partida.

CRICIÚMA 2X2 BAHIA

9ª rodada da Série A do Brasileiro

Data: 16/06/2024

Local: Estádio Heriberto Hulse, Criciúma (SC)

Criciúma: Gustavo; Rodrigo, Ronald (Walisson Maia, 31'/2ºT), Newton, Bolasie (Marquinhos Gabriel, 31'/2ºT), Jonathan (Claudinho, 01'/2ºT), Matheusinho (Alisson, 18'/2ºT), Marcelo Hermes (30'/1ºT), Tobias Figueiredo, Arthur Caíke (Éder, 39'/2ºT) e Barreto. Técnico: Cláudio Tencati.

Bahia: Marcos Felipe; Gilberto (Ademir, 28'/2ºT), Gabriel Xavier, Victor Cuesta (Rezende, 44'/2ºT) e Luciano Juba; Caio Alexandre (Yago Felipe, 44'/2ºT), Jean Lucas (Biel, 28'/2ºT), Everton Ribeiro (Estupiñán, 27'/2ºT) e Cauly; Thaciano e Everaldo. Técnico: Rogério Ceni.

Gols: Marcelo Hermes, 33'/1ºT (1-0); Arthur Caíke, 01'/2ºT (2-0); Everaldo, 10'/2ºT (2-1); Caio Alexandre, 26'/2ºT (2-2)

Público total: 8.661

Renda: R$ 321.700,00

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (Fifa-SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (Fifa-SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)

VAR: José Claudio Rocha Filho (Fifa-SP)

Cartões amarelos: Tobias Figueiredo, Éder (CRI) e Thaciano (BAH)

Cartões Vermelhos: Gustavo (CRI)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade