PUBLICIDADE

Athletico atropela o Red Bull Bragantino e segue no G4 do Brasileirão

Resultado mantém o Furacão forte na briga no topo da classificação; tropeço frustra planos do Massa Bruta de chegar ao G6

25 jun 2022 - 18h53
(atualizado às 20h20)
Ver comentários
Publicidade
Furacão goleou o Red Bull Bragantino pela Série A do Brasileirão (Foto: Divulgação/Red Bull Bragantino)
Furacão goleou o Red Bull Bragantino pela Série A do Brasileirão (Foto: Divulgação/Red Bull Bragantino)
Foto: Lance!

Disposto a seguir no G4 do Campeonato Brasileiro, o Athletico-PR tinha como adversário o Red Bull Bragantino que lutava para encostar nos líderes da competição. E os donos da casa não deram chances ao adversário. Vitória por 4 a 2 e mais três pontos na conta. 

Com o resultado, a equipe comandada por Luis Felipe Scolari chegou aos 24 pontos, ficando na 3ª colocação. Já o time treinado por Maurício Barbieri, por conta do revés, acabou estacionando na 10ª posição com seus 18 pontos, podendo descer alguns degraus na sequência da rodada.

ATHLETICO ABRE O PLACAR NO INÍCIO

Mostrando força jogando sob seus domínios, o Athletico, logo aos 4 minutos, surpreendeu o Red Bull Bragantino. Após cruzamento de Vitor Bueno pela esquerda, Erick, entrando no meio da área, mandou de cabeça para tirar o zero do marcador na Arena da Baixada.

Tentando correr atrás do prejuízo, o Massa Bruta então iniciou sua busca pelo gol de empate logo na sequência. Porém, mesmo conseguindo criar boas chances como as de Artur e Lucas Evangelista, mas em ambas não teve o sucesso esperado para frustração de ambos.

FURACÃO AMPLIA COM MAIS DOIS

Apesar da insistência por parte da equipe de Bragança Paulista, os comandados de Felipão não queriam saber de deixar o rival crescer. Sendo assim, aos 15 minutos, aproveitando corte de Aderlan no cruzamento de Hugo Moura, Orejuela levou a melhor na disputa com Cleiton para marcar o segundo dos donos da casa no jogo.

Embalado pelo momento, o Rubro-negro seguiu melhor. Sendo assim, aos 22, após recuperar a posse de bola no ataque, avançou em direção à área e, aproveitando a falha de Cleiton, viu a bola entrar lentamente para o gol.

MUDANÇAS NÃO SURTEM EFEITO E FURACÃO AUMENTA GOLEADA

Com o técnico Maurício Barbieri apostando em duas trocas, colocando Carlos Eduardo e Alerrandro em campo, o Red Bull, apesar de um melhor início de etapa, em alguns lances esbarrou na falta de pontaria de seus jogadores, além de não conseguir superar o bom sistema defensivo rival.

Aproveitando a fragilidade do momento vivido no jogo pelo Massa Bruta, o Athletico chegou ao seu quarto tento. Aos 21, apostando em um contra-ataque, Hugo Moura mandou uma bomba de fora da área sem chances para o camisa 18.

BRAGA REAGE, MAS ERA TARDE

Com o 4 a 0 no placar a favor do Rubro-negro, o Bragantino ainda mantinha as esperanças em busca de uma reação histórica. Apesar de ter um gol anulado por conta de impedimento, Alerrandro, aos 33, deixou sua marca fazendo 4 a 1.

Alguns minutos depois, aos 36, teve um pênalti a seu favor depois que Miguel foi derrubado na área por Pablo Siles. Em cobrança rasteira, Lucas Evangelista não deu chances ao goleiro Bento, fazendo o segundo do Massa Bruta.

Passado o bom momento, com direito a algumas alterações para gastar o tempo, o Furacão se segurou como pode com direito ao Massa Bruta apostando suas última fichas, com a torcida local mostrando alívio no apito final do árbitro encerrando o duelo na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 4x2 RED BULL BRAGANTINO

Data e horário: 25/06/2022 - 16h30 (de Brasília)

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Helinho, 26'/1ºT; Vitor Roque, 13'/2ºT; Khellven, 32'/2ºT; Vitor Bueno, 43'/2ºT; Matheus Babi, 51'/2ºT

Gols: Erick, 4'/1ºT (1-0); Orejuela, 15'/1ºT (2-0); Rômulo, 22'/1ºT (3-0); Hugo Moura, 21'/2ºT (4-0); Alerrandro, 33'/2ºT (4-1); Lucas Evangelista, 36'/2ºT (4-2)

ATHLETICO-PR: Bento; Orejuela (Khellven, aos 30'/2ºT), Matheus Felipe, Nico e Abner; Erick, Hugo Moura (Pablo Siles, aos 30'/2ºT) e Vitor Bueno (Matheus Fernandes, 43'/2ºT); Vitor Roque (Matheus Babi, aos 30'/2ºT), Pedrinho e Rômulo. (Técnico: Luis Felipe Scolari)

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Andrés Hurtado, aos 22'/2ºT), Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul, Lucas Evangelista e Hyoran (Miguel, aos 22'/2ºT); Artur, Jan Hurtado (Alerrandro, no intervalo) e Helinho (Carlos Eduardo, no intervalo). (Técnico: Maurício Barbieri)

Lance!
Publicidade
Publicidade