0

Brasil de Pelotas estraga os planos do Vila Nova e reage na Série B

17 jun 2017
21h02
atualizado às 21h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Pressionado por uma reação no Campeonato Brasileiro da Série B, o Brasil de Pelotas deu uma boa resposta ao seu torcedor na noite desse sábado, diante do Vila Nova, equipe que briga na parte de cima da tabela. Pela oitava rodada da competição de acesso à elite, a equipe Xavante fez 3 a 0 nos goianos no estádio Bento de Freitas e chegou aos 11 pontos, provisoriamente na 12ª colocação. Já o Vila Nova estacionou nos 14 pontos, tem a terceira posição, mas viu frustrada a sua ideia de colar no líder Juventude.

Apesar do bom momento do Vila na competição, o Brasil não se intimidou e iniciou a partida partindo para cima, tentando controlar as ações e o ritmo do jogo. A primeira boa chance de marcar veio aos 10 minutos, com Bruno Lopes, que acabou desperdiçando um rebote do goleiro Wendell.

O confronto era morno na fria noite em Pelotas, mas o Brasil era melhor e não corria risco na defesa. Dessa maneira, apesar da saída de Elias, que sentiu a coxa ainda aos 29, o time Xavante abriu o placar com o centroavante Lincom pouco antes do intervalo.

Depois de jogada tumultuada na entrada da área da equipe de Goiás, Lincom protegeu, usou seu tamanho para ganhar espaço da marcação e bateu cruzado, bola rasteira, sem chance para o goleirão.

E as coisas ficaram ainda mais fáceis para os donos da casa depois que Maguinho, o único jogador a receber um cartão amarelo no primeiro tempo, acabou cometendo falta dura com apenas um minuto do segundo tempo e foi expulso do jogo.

Com um a mais, o Brasil, que já dominava o duelo, sobrou. E, mesmo sem ser afobado, ampliou sua vantagem com mais um gol de Lincom. Dessa vez o grandalhão Xavante usou toda sua categoria para encobrir o goleiro Wendell antes de correr para o abraço.

Daí para frente foi só administrar o placar, ganhar moral com a torcida e aguardar o apito final do árbitro. Antes disso, porém, ainda deu tempo de Rafinha acertar o ângulo em linda cobrança de falta, já nos acréscimos, e matar o jogo.

Na próxima rodada, o Brasil terá um clássico regional contra o Juventude no Alfredo Jaconi, às 19h15 de terça-feira, enquanto o Vila Nova buscará a reação em casa, no Serra Dourada, diante do Ceará, também na terça, mas às 21h30.

FICHA TÉCNICA

BRASIL DE PELOTAS 3 x 0 VILA NOVA

Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS)

Data: 17 de junho de 2017, sábado

Horário: 19 horas (Brasília)

Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)

Assistentes: Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Cartões amarelos: BRASIL-RS: Marcinho. VILA NOVA: Maguinho (2)

Cartão vermelho: VILA NOVA: Maguinho

GOLS:

BRASIL-RS: Lincom, aos 42 minutos do 1T e aos 26 minutos do 2T. E Rafinha, aos 46 minutos do 2T

BRASIL DE PELOTAS: Eduardo Matini; Wender, Leandro Camilo, Evaldo e Breno; Itaqui, João Afonso, Elias (Marcinho) e Rafinha; Bruno Lopes (Nem) e Lincom (Gustavo Papa).

Técnico: Rogério Zimmermann

VILA NOVA: Wendell; Maguinho, Brunão, Wesley Matos e Gastón; Geovne, PH, Alípio e Alan Mineiro (Vinicius); Mateus Anderson (Jajá) e Marcos Paulo (Fernando Medeiros).

Técnico: Hemerson Maria

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade