0

Botafogo-SP vence o Operário no PR e retoma a liderança da Série B

25 mai 2019
21h00
atualizado em 27/5/2019 às 18h43
  • separator
  • 0
  • comentários

O Botafogo-SP se recuperou da derrota para o Vila Nova e manteve o ótimo início de Série B na noite deste sábado, no estádio Germano Kruger, fechando a quinta rodada do torneio. Diante de um bem armado Operário, o time de Ribeirão Preto venceu por 2 a 0, gols de Julio Cesar, ainda no primeiro tempo, e Henan, no segundo, fechando a quinta rodada como líder da competição. Os 12 pontos estão dois acima do Red Bull Bragantino, segundo colocado, enquanto o time de Ponta Grossa-PR fica com quatro, na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, a equipe paranaense segue na sua cidade para encarar o Sport, em duelo marcado para as 19h15 (de Brasília) da terça-feira. O Botinha, por sua vez, volta para Ribeirão Preto, local do embate frente ao Criciúma, no próximo sábado, às 16h30 (de Brasília).

Bom jogo, Botafogo oportunista

O primeiro tempo teve um começo de amplo domínio dos donos da casa, pressionando a saída de bola e forçando erros da defesa botafoguense. Em duas oportunidades, uma com Schumacher e outra com Rafael Chorão, os anfitriões só não abriram o placar porque seus atletas foram travados na hora do chute. Os paulistas, em um misto de sorte e competência, passaram ilesos por essa blitz.

Aos 30 minutos, porém, o lance mais polêmico. Depois de cobrança de escanteio, Rafael Costa ganhou disputa com Chicão e cabeceou forte, quase se abaixando, sem chances para Simão. O árbitro Ivan da Silva, do Amazonas, porém, marcou falta do atleta botafoguense na disputa pelo espaço, para revolta dos visitantes. Quem pareceu puxado pelo adversário, no entanto, foi o próprio Rafael.

Os paulistas, no entanto, se refizeram da revolta com o tento não marcado e, em chutão para o ataque, abriram o placar ainda antes do intervalo. Alisson foi driblado pelo quique da bola e viu Julio Cesar tocar na saída de Simão para fazer 1 a 0.

A etapa final fez o Operário retomar a pressão. Em dez minutos, foram três chances de gol para os donos da casa, com Schumacher, Felipe e Jean Carlo. O último foi o que teve a melhor oportunidade, mas acabou mandando à esquerda de Darley. Pouco depois veio a resposta do Bota, com Julio Cesar recebendo na área e mandando no travessão.

Bem no jogo, o Bota conseguiu controlar as ações do adversário a partir dali e segurou sua vantagem até o encerramento da partida. Henan, puxando contra-ataques, chegou perto de ampliar algumas vezes e foi recompensado já perto do fim, quando pegou rebote de bola na trave e chutou no canto direito de Simão, que nem se mexeu.

FICHA TÉCNICA

OPERÁRIO 0 X 2 BOTAFOGO-SP

Local: Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)

Data: 25 de maio de 2019, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Junior (AM)

Assistentes: Uesclei Regison Pereira dos Santos e Marcos Santos Vieira (ambos do AM)

Público: 4.888 presentes

Cartões amarelos: Felipe Augusto (Operário); Rafael Costa, Jonata Machado (Botafogo-SP)

Gols:

BOTAFOGO-SP: Julio Cesar, aos 38 minutos do primeiro, e Henan, aos 42 minutos do segundo tempo

OPERÁRIO: Simão; Mailton (Bruno Batata), Alisson, Juan Sosa e Allan Vieira; Chicão, Felipe Augusto e Marcelo; Rafael Chorão (Uilliam), Revson (Jean Carlo) e Schumacher

Técnico: Gerson Gusmão

BOTAFOGO-SP: Darley; Lucas, Luiz Otávio, Leandro Amaro e Pará; William Oliveira, Marlon Freitas e Jonata Machado (Higor Meritão); Murilo, Julio Cesar (Bruno José) e Rafael Costa (Henan)

Técnico: Roberto Cavalo

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade