0

Barcelona x Real Madrid é adiado em razão de manifestações na Catalunha

Clássico válido pelo Campeonato Espanhol pode ser disputado em dezembro

18 out 2019
07h02
atualizado às 12h05
  • separator
  • 0
  • comentários

A Federação Espanhola de Futebol anunciou nesta sexta-feira que o clássico entre Barcelona x Real Madrid, marcado para o dia 26 de outubro, foi adiado. O motivo são as diversas manifestações que estão ocorrendo na cidade da Catalunha, pedindo a pró-independência do país. Inicialmente, chegou-se a cogitar a possibilidade de inversão de mando. Ou seja, a partida seria realizada no Santiago Bernabéu, em Madri, e no segundo turno voltaria a ocorrer no Camp Nou, em Barcelona. Mas a ideia não foi adiante porque o regulamento da competição não permite tal manobra. Os dois clubes também não teriam aceito a mudança de mando.

Nova data

Poucas horas após a Real Federação Espanhola de Futebol adiar o clássico, Barcelona e Real Madrid vieram a público para sugerir o dia 18 de dezembro (uma quarta-feira) como nova data para o duelo. A definição da data exata acontecerá nos próximos dias.

Já são quatro dias de protestos e manifestações na Catalunha, que tiveram início após a condenação de líderes separatistas catalães pala Corte da Espanha. As principais ruas da cidade foram bloqueadas e os serviços de trens urbanos e do metrô, interrompidos. A polícia reprimiu com violência as manifestações.

O caos começou assim que o Tribunal Supremo da Espanha condenou nove líderes separatistas a penas de prisão que variam de 9 a 13 anos por sedição em razão do referendo de outubro de 2017, realizado apesar de uma proibição do governo em Madri. Outros três réus foram considerados culpados de desobediência e não receberam penas de prisão.

As sentenças foram consideradas pesadas. O ex-vice-governador catalão Oriol Junqueras foi condenado a 13 anos de cadeia, a maior entre os separatistas. Ele afirmou que o movimento não morreu. "Voltaremos e voltaremos mais fortes. Não tenham nenhuma dúvida, voltaremos e venceremos", afirmou Junqueras, em carta escrita na prisão e publicada pelo partido Esquerda Republicana da Catalunha (ERC).

Os jogadores das duas equipes não entram nesta discussão. Na tabela do Campeonato Espanhol, o Real Madrid e Barcelona ocupam as duas primeiras posições após oito rodadas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade