PUBLICIDADE

Bahia vence a Chapecoense por 3 a 0 e empurra o Santos para zona de rebaixamento

Gilberto, Raí e Luiz Otávio marcam os gols da equipe tricolor, que sobe para a 15ª posição no Brasileirão

24 out 2021 22h55
| atualizado às 22h55
ver comentários
Publicidade

Com um início de jogo eletrizante, o Bahia venceu a Chapecoense por 3 a 0, neste domingo à noite, na Arena Fone Nova, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, atingiu os 31 pontos, deixou a zona de rebaixamento e subiu para o 15º lugar. De uma só vez, ultrapassou dois concorrentes na briga contra a degola: o Juventude e o Santos, ambos com 29 pontos.

O time paulista agora ocupa a 17ª posição, abrindo o Z-4, na frente apenas de Sport (27), Grêmio (26) e Chapecoense (13). O time catarinense segue na lanterna e apenas cumpre tabela, já convicto de que terá que recomeçar na Série B em 2022.

O Bahia completou quatro jogos sem perder com o técnico Guto Ferreira, que conseguiu transformar o ambiente entre os jogadores. Neste jogo ele surpreendeu ao escalar dois centroavantes - Gilberto e Rodallega - e ao confirmar Raí Nascimento no meio-campo no lugar do suspenso Lucas Mugni.

Nem bem a bola saiu do centro do gramado e já estava na área da Chapecoense. Em seguida, Rodallega abriu para Nino Paraíba, do lado direito. Após cruzamento, os dois zagueiros trombaram e a bola sobrou para o chute diagonal de Gilberto. Bahia na frente no primeiro minuto. Foi o 11º gol do atacante, artilheiro do Brasileirão ao lado de Hulk, do Atlético-MG e de Yuri Alberto, do Internacional.

Mantida a pressão, o segundo gol saiu aos 19 minutos. Matheus Bahia avançou pelo lado esquerdo e levantou para o outro lado. O rápido Raí Nascimento apareceu na costas do marcador, esticou o pé direito e pegou de primeira. Um belo gol: 2 a 0.

Dono do jogo, o Bahia ainda criou outras chances para ampliar. No segundo tempo, a Chapecoense começou em ritmo acelerado para o tudo ou nada. O técnico Pintado abriu mão do esquema com três zagueiros, tirando Laércio para a entrada do atacante Kaio Nunes. O goleiro Danilo Fernandes até fez uma boa defesa.

O Bahia recuou, suportou a pressão e na primeira investida ampliou o placar, aos seis minutos. Raí cobrou escanteio com curva e o zagueiro Luiz Otávio apareceu na pequena área para desviar de cabeça.

O próprio Guto Ferreira tratou de administrar a vantagem, inclusive, tirando o artilheiro Gilberto e mais dois jogadores. A Chapecoense, sem esperança, se conformou com nova derrota, a de número 17 em 28 jogos.

Na próxima quarta-feira o Bahia vai enfrentar o Ceará, em jogo adiado da 23ª rodada. No sábado sai contra o Juventude, então pela 29ª rodada. A Chapecoense só entra em campo no dia 1º de novembro, quando vai enfrentar o Corinthians, em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 X 0 CHAPECOENSE

BAHIA - Danilo Fernandes; Nino Paraíba (Rodriguinho), Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Daniel (Raniele) e Raí Nascimento (Douglas Borel) ; Rodalegga, Gilberto (Juan Ramirez) e Juninho Capixaba (Ronaldo). Técnico: Guto Ferreira.

CHAPECOENSE - Keiller; Laércio (Kaio Nunes), Joilson e Jordan; Matheus Ribeiro, Moisés Ribeiro (Ezequiel), Anderson Leite, Denner e Busanello (Lima); Mike (Ronei) e Rodriguinho (Henrique Almeida). Técnico: Pintado.

GOLS - Gilberto a 1 e Raí aos 19 minutos do primeiro tempo; Luiz Otávio aos 6 do segundo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS - Raí Nascimento (Bahia) e Kaio Nunes (Chapecoense).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Estadão
Publicidade
Publicidade