0

Athletico-PR protesta contra valor de oferta da TV Globo: 'Acha justo?'

Clube diz receber apenas R$ 6 milhões em proposta, ante R$ 32 milhões da média da Série A

27 abr 2019
21h26
atualizado às 21h26
  • separator
  • 0
  • comentários

O Athletico-PR se posicionou neste sábado contra a proposta feita pela TV Globo para os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Assim como o Palmeiras, a equipe rubro-negra é a única a não ter fechado acordo com a emissora carioca para o pay-per-view e alegou que a assinatura não foi firmada até agora por considerar injusto a forma de divisão dos recursos.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o Athletico-PR não cita nome de outros clubes, mas explica que a maior cota para um time no contrato de pay-per-view chega a R$ 120 milhões, enquanto a média para os participantes da Série A é de R$ 32 milhões. O time paranaense, por sua vez, alega ter recebido uma oferta de R$ 6 milhões, valor considerado irrisório.

"Acha justo um clube com a nossa história e grandeza valer isso?", questiona o Athletico-PR no vídeo. O clube tem contrato assinado com a Globo para transmissão na TV aberta e fechou acordo com a Turner para a transmissão na TV fechada. Nessas nove primeiras rodadas da competição, duas partidas do Athletico-PR não tem previsão de serem exibidas: uma contra a Chapecoense e outra diante do Goiás.

Além disso, o Athletico publicou uma nota oficial em que critica o formato de distribuição do dinheiro. Do valor total, a Globo destina 40% para divisão igualitária entre os times, outros 30% serão entregues de acordo com a posição final no Brasileiro e os 30% restantes dizem respeito à quantidade de jogos exibidos. "Estamos buscando a valorização dos nossos jogos e não pela desvalorização dos demais clubes que bem souberam negociar. Essa injusta forma de avaliação e distribuição dos valores resulta em uma competição cada vez mais desigual em campo", alega o clube.

Também neste sábado, dia de abertura do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras se manifestou sobre o impasse na transmissão. O clube não tem acordo com a Globo nem para TV aberta nem para pay-per-view e por enquanto tem contrato apenas para TV fechada, assinado com a Turner. O clube atual campeão brasileiro atribui a situação à divergências financeiras.

"Há diferenças financeiras e conceituais a superar. Cabe esclarecer que nosso posicionamento está embasado em critérios absolutamente técnicos, com ênfase em audiência, performance esportiva destacada e na relevância da marca Palmeiras", defende o clube. Palmeiras e Athletico-PR questionam uma cláusula em que os times que assinaram com a Turner para a TV fechada recebam valores reduzidos.

O Grupo Globo divulgou neste sábado um posicionamento sobre o assunto em suas plataformas. A emissora diz que tentará resolver o impasse. "Mesmo após o início da competição, as negociações serão mantidas com o Athletico Paranaense, com quem já temos contrato para a TV Aberta, para os direitos do pay per view, e com o Palmeiras para a transmissão de jogos na TV aberta e no Premiere", diz o texto.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade