5 eventos ao vivo

Athletico-PR não dá chances e goleia o Vasco por 4 a 1 na Arena da Baixada

Resultado coloca time de Tiago Nunes no bloco de cima da tabela de classificação pelo saldo de gols

28 abr 2019
18h50
atualizado às 18h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O Athletico-PR não deu nenhuma chance ao Vasco na estreia do Campeonato Brasileiro. Dominando completamente a partida, o time paranaense goleou por 4 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba, neste domingo. Bruno Guimarães, Marco Rúben, Werley (contra) e Nikão marcaram os gols rubro-negros, enquanto que Bruno César descontou no final.

O resultado colocou o Athletico-PR no bloco de cima da tabela de classificação do Brasileirão pelo saldo de gols. A partida contra o Vasco marcava o sexto jogo no ano do time paranaense considerado titular. Mesmo assim, a equipe não sentiu o desentrosamento e abriu o placar logo aos dois minutos. Marco Ruben recebeu dentro da área, mas furou no momento do chute. Bruno Guimarães apareceu para completar para o gol de Alexander, de apenas 19 anos, que fazia a sua estreia.

O Vasco sentiu o gol e demorou a se reencontrar na partida. Do meio para frente, os cariocas tiveram dificuldades para trocar passes e conseguiram assustar apenas aos 28 minutos em chute de fora da área de Marrony, que passou longe da meta de Santos.

No final do primeiro tempo, o Vasco mudou o posicionamento, abriu mão do esquema com três zagueiros com uma alteração tática e conseguiu chegar mais no campo de ataque. Mais acionado, Maxi López colocou Marrony em velocidade de frente para o gol, mas Santos caiu bem para evitar o chute.

Em seguida, aos 42 minutos, Ricardo Graça cabeceou e obrigou boa defesa de Santos. A bola ia sobrando para o centroavante argentino, mas a defesa atleticana apareceu para cortar em cima da linha, impedindo a finalização.

O Vasco, no entanto, seguia dando espaços em contra-ataques. Nikão e Jonathan haviam tentado, mas Marco Ruben, aos 43 minutos, aumentou a vantagem do time paranaense. O camisa 9 aproveitou rebote de cabeçada de Renan Lodi que acertou a trave e completou para o gol.

Veio o segundo tempo e o Athletico-PR seguiu dominando e aproveitando os espaços deixados pelo time carioca. Aos seis minutos, o árbitro chegou a marcar pênalti em Lodi, mas depois de analisar no vídeo (VAR) voltou atrás da marcação. Mas os paranaenses não desistiram. Em menos de um minuto, Marco Ruben teve duas grandes oportunidades. Primeiro, ele cabeceou para grande defesa de Alexander e depois deu nova testada, desta vez para fora, após cruzamento de trivela de Nikão.

Aos 20 minutos, o Athletico-PR ampliou. Depois de cobrança de falta da direita, Rony desviou de cabeça e Werley, no meio do caminho, colocou contra o próprio gol. O Vasco ainda tentou reagir e obrigou Santos a fazer grande defesa em cabeçada de Marrony, mas os paranaenses seguiram dominantes e em ritmo acelerado. Em contra-ataque, Tomás Andrade e Marcelo Cirino apareceram para finalizar, mas erraram a meta.

Na terceira chance, Nikão transformou o placar em goleada. Rony ganhou na velocidade de Werley e cruzou na medida para o meia-atacante escorar para o fundo das redes aos 40 minutos. O Vasco ainda conseguiu descontar no final com Bruno César, aos 43. Depois de bola ajeitada de Marrony, o meia soltou o pé e venceu Santos.

Nesta quarta-feira, o Vasco recebe o Atlético-MG, às 21h30, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. No mesmo horário, o Athletico-PR visita o Fortaleza, na Arena Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA:

ATHLETICO-PR 4 x 1 VASCO

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho (Wellington), Bruno Guimarães (Márcio Azevedo) e Tomás Andrade; Nikão, Rony e Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

VASCO - Alexander; Miranda (Bruno César), Werley e Ricardo Graça; Raúl Caceres, Raul, Lucas Mineiro e Danilo Barcelos; Yago Pikachu (Yan Sasse), Maxi López (Ribamar) e Marrony. Técnico: Marcos Valadares (interino).

GOLS - Bruno Guimarães, aos 2, e Marco Rúben, aos 43 minutos do primeiro tempo; Werley (contra), aos 20, Nikão, aos 40, e Bruno César, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Raul (Vasco).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA - R$ 237.105,00.

PÚBLICO - 12.939 torcedores.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade