6 eventos ao vivo

Artilheiro em finais, Miranda sonha com novo título pelo Atlético de Madrid

20 ago 2013
15h46

Herói do último título conquistado pelo Atlético de Madrid, na Copa do Rei da temporada passada, o zagueiro Miranda se prepara para uma nova decisão, a da Supercopa da Espanha, em que o time da capital enfrentará o Barcelona em dois jogos, o primeiro deles nesta quarta-feira.

O ex-jogador do São Paulo balançou a rede durante a prorrogação na decisão da Copa do Rei, em maio, marcando o gol da vitória do Atlético sobre o Real Madrid por 2 a 1. Em agosto do ano passado, ele já havia deixado sua marca contra o Chelsea na Supercopa da Espanha, em que seu time goleou por 4 a 1.

Apesar da fase goleadora em finais, Miranda garantiu nesta terça-feira em entrevista à Agência Efe que não está preocupado em se destacar individualmente contra o Barça.

"As finais são sempre diferentes, é outro espírito. Acredito que em uma final é preciso jogar bem, mas mais importante é vencer, porque depois as pessoas se esquecem de como foi a partida e só lembram quem ganhou a final. É preciso jogar bem para vencer, mas o mais importante de tudo é vencer", considerou o defensor.

Assim como fez em entrevista antes da final da Copa do Rei, Miranda voltou a jogar o favoritismo para o lado adversário, mas nem por isso se disse descrente das chances de vitória do Atlético.

"O Barcelona é o favorito. Tem uma grande equipe, seus jogadores são praticamente os melhores que há na atualidade e todos são jogadores de seleção em seu país. Temos a oportunidade de enfrentar uma grande equipe, em uma final. Será importante vencer amanhã (quarta-feira) para jogarmos com tranquilidade na casa deles", comentou.

Miranda lembrou ainda que o Barça se reforçou com a contratação de Neymar. O zagueiro, que enfrentou o atacante em edições do clássico San-São, afirmou não ter dúvidas do sucesso do jovem craque na Europa, mas brincou dizendo que espera que as boas atuações do camisa 11 do Barça demorem um pouco para acontecer.

"É um grande jogador, que se destacou muito no Brasil, e eu espero que ele destaque muito aqui também. É um ídolo do Brasil. Mas espero que na quarta-feira não jogue tudo o que sabe, porque se jogar, é alguém que pode decidir uma partida", enalteceu o jogador de 28, que deu aquela que ele acreditar ser a receita para parar a equipe catalã.

"É preciso estar atento do primeiro ao último minuto porque são todos jogadores decisivos, que surpreendem em qualquer minuto de partida. É preciso ter atenção e agressividade", afirmou.

Por fim, perguntado sobre seu momento pessoal, Miranda garantiu que não pensa na convocação para a Copa do Mundo do ano que vem, mas a vê como consequência de seu trabalho no Atlético. O zagueiro foi convocado por Luiz Felipe Scolari na volta do técnico à seleção, em fevereiro, contra a Inglaterra, mas depois não foi mais chamado.

"Esta temporada é muito importante para mim, mas não penso no Mundial, mas em fazer um grande trabalho aqui e ajudar a minha equipe a conquistar tudo o que puder. Temos a Liga dos Campeões, que é um torneio muito bom de se jogar, e um campeonato importantíssimo. Com certeza, se nós conseguirmos fazer uma temporada brilhante, todos vamos ser convocados para nossas seleções", analisou.

EFE   
publicidade