0

Futebol

Árbitro nega ofensa racista a Hulk e promete ir à Justiça

Epsilon / Getty Images
2 dez 2014
09h50
atualizado às 11h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de ser acusado de racismo pelo brasileiro Hulk, do Zenit, o árbitro Alexei Matyunin negou qualquer ofensa ao atacante em jogo do Campeonato Russo. Ao site Sport Express, o juiz chamou o jogador de irresponsável e diz que atitude dele foi estúpida.

"Eu não acredito que Hulk possa ter feito esse tipo de reclamação, já que nós dois sabemos que nada aconteceu. Os dois times e todos os jogadores são testemunhas. Não posso comentar sobre algo que é ficção ou estupidez", disse.

Hulk disse à agência de notícias Reuters que o árbitro disse as seguintes palavras: "não gosto de você e não gosto de negro". Matyunin, contudo, ameaçou levar o caso à justiça russa.

"Acusar alguém de racismo é muito sério. É uma ofensa criminal. É preciso que haja motivos sérios para um caso e provas. Quero dizer que essa calúnia planejada não é menos do que um crime. Depois disso, eu penso em talvez ir aos tribunais", disse ao Sport Express.

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade