PUBLICIDADE

Aranha é elogiado em volta a Santos e volta a lamentar vaias

19 set 2014 15h36
| atualizado às 16h00
ver comentários
Publicidade

A delegação do Santos desembarcou no CT Rei Pelé no início da tarde desta sexta-feira, dia seguinte ao empate em 0 a 0 contra o Grêmio, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Três semanas depois de ser alvo de ofensas racistas por parte de alguns torcedores do clube gaúcho, o goleiro Aranha teve atuação destacada na partida, mas voltou a sofrer com a hostilidade dos tricolores - nenhum grito ou gesto racista foi registrado, mas diversas manifestações e vaias a cada momento que o goleiro santista tocava na bola o irritaram.

"É natural do jogo o torcedor se manifestar contra o adversário, mas para mim isso não deveria nem ter acontecido. Algumas pessoas costumam se manifestar de uma maneira que não é legal. Eles seguem a vida deles e eu sigo a minha", afirmou Aranha logo na chegada da delegação em Santos.

Depois de ter a postura enaltecida até mesmo por jogadores do Grêmio, que acreditavam que as falhas o deixariam mais vulnerável, Aranha desta vez foi elogiado pelos companheiros de Santos, como o zagueiro Edu Dracena. Também durante o desembarque, o capitão valorizou a atuação do camisa 1 e principalmente sua postura para lidar com as críticas da torcida adversária.

"É normal, a gente sabia que ia acontecer, sabia que a pressão ia ser grande, mas o Aranha mostrou o grande goleiro que é", relatou Edu Dracena.

Torcida do Grêmio vaia Aranha em retorno à Arena:

 

Fonte: Lancepress! Lancepress!
Publicidade
Publicidade