PUBLICIDADE

Arana lamenta empate, mas pensa no Palmeiras: 'Terça tem uma final para a gente'

Jogo no Mineirão diante de rival alviverde definirá equipe classificada para a decisão da Copa Libertadores

25 set 2021 23h53
| atualizado às 23h53
ver comentários
Publicidade

O empate sem gols com o São Paulo neste sábado, em pleno estádio do Morumbi, não era o resultado esperado pelo Atlético-MG. O time mineiro, líder do Campeonato Brasileiro com 46 pontos, esperava aumentar ainda mais a vantagem sobre o vice-líder Palmeiras, que já está em oito pontos.

O confronto foi marcado por poucas chances criadas e por muita marcação. O lateral-esquerdo Guilherme Arana, convocado pelo técnico Tite para a seleção brasileira na última sexta-feira, lamentou o resultado. "Acho que nosso time soube sofrer em uma parte do jogo. O importante é manter a solidez na parte defensiva. Hoje criamos, mas infelizmente a bola acabou não entrando no gol, mas eu persisti", explicou.

O jogador tratou também de esquecer logo o empate e já mirar na Copa Libertadores. Nesta terça-feira, o time mineiro faz o segundo jogo da semifinal contra o Palmeiras, no Mineirão. No primeiro confronto, em São Paulo, houve um empate sem gols. "Terça-feira tem uma final para a gente, que é a Libertadores. Temos que focar nisso e nos preparar desde já", ressaltou.

Com o empate com o São Paulo, o Atlético-MG chegou a 14 jogos sem derrota no Brasileirão, igualando a marca da campanha na temporada 2012, também sob o comando do técnico Cuca. Em 2021, são 11 vitórias e três empates. A sua última derrota aconteceu na sétima rodada, quando perdeu por 2 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, no dia 27 de junho.

Na partida deste sábado, Cuca mandou a campo o Atlético-MG sem o lateral-direito Mariano, o volante Jair e meia-atacante Nacho Fernández, pensando na semifinal na Libertadores. Os dois últimos só entraram no segundo tempo. Pelo Brasileirão, o Atlético-MG joga no próximo sábado diante do Internacional, em Belo Horizonte.

Estadão
Publicidade
Publicidade