0

Após tropeços, Fluminense faz clássico contra Botafogo em alta

Com resultados do sábado, tricolor já está classificado e alvinegro eliminado da Taça Guanabara

9 fev 2020
14h32
atualizado às 14h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Maracanã vai ser palco neste domingo, às 16 horas, de um clássico em que os dois protagonistas vivem momentos opostos. De um lado, um Fluminense ferido por tropeços nas duas últimas partidas, mas classificado para as semifinais da Taça Guanabara - primeiro turno do Campeonato Carioca; do outro, um Botafogo em crescimento, com três vitórias seguidas no estadual (que não foram o bastante para evitar a eliminação no turno), empolgado com a chegada de um ídolo vindo do outro lado do planeta.

As coisas começaram bem para o Fluminense neste ano, mas logo desandaram. Depois de quatro triunfos consecutivos no Carioca, veio a derrota para o Boavista. Pior, três dias depois os tricolores tropeçaram na Copa Sul-Americana.

O empate por 1 a 1 com o Unión La Calera, do Chile, deixou o Fluminense em situação delicada na única competição internacional disputada pelo clube neste ano. No jogo de volta, marcado para o dia 18, a equipe comandada por Odair Hellmann terá de vencer os chilenos para avançar, ou empatar com gols - um novo 1 a 1 levará a decisão da vaga para os pênaltis, enquanto qualquer outra igualdade que não seja 0 a 0 classificará os cariocas.

No Botafogo, ocorreu o contrário. Com muitos reservas, o time foi derrotado nas duas primeiras rodadas do Carioca, mas ganhou os três jogos que disputou desde a estreia dos titulares. Na quarta-feira, a equipe alvinegra estreou na Copa do Brasil com empate por 1 a 1 com o Caxias, fora de casa, mas esse resultado bastou para conquistar a vaga na segunda fase do torneio nacional.

Na sexta-feira, o clube ganhou uma injeção de ânimo com a chegada do japonês Keisuke Honda, contratado até o fim da temporada. Cerca de dois mil torcedores foram ao Aeroporto Internacional Tom Jobim para receber o meia, que ainda vai demorar para estrear. Isso, no entanto, não é suficiente para esfriar o entusiasmo dos botafoguenses com a chegada do novo ídolo.

Neste domingo, o Fluminense deverá ter uma formação parecida com a que enfrentou o Unión La Calera. Odair Hellmann terá à sua disposição, pela primeira vez, Paulo Henrique Ganso, mas o meia deverá ficar no banco de reservas. Já o recém-chegado Wellington Silva e os recém-recuperados Marcos Paulo e Evanílson devem começar jogando. Hudson, suspenso, será substituído por Yuri.

No Botafogo, Alberto Valentim deverá contar com a volta do atacante Luiz Fernando, que teve febre no começo da última semana e, por isso, não participou da partida contra o Caxias. A tendência é que ele forme dupla de ataque com Pedro Raul.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade