0

Após início ruim, Lisca deixa o comando do Criciúma

30 jan 2018
11h21
atualizado às 11h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Contratado em dezembro para assumir o Criciúma, o técnico Lisca pediu demissão do time catarinense na última segunda-feira depois da derrota para o Tubarão por 3 a 0. Com o treinador, o auxiliar Márcio Hahn também deixou o clube.

O auxiliar do Tigre, Grizzo assume interinamente junto com o técnico da equipe sub-20, Lalo. Em quatro partidas do Estadual, o time só venceu um jogo, empatou uma partida e já coleciona duas derrotas, ocupando a oitava colocação no campeonato, com apenas quatro pontos e um ponto acima da zona de rebaixamento.

Após a derrota, ainda no gramado, o goleiro experiente Luiz, com passagem pelo São Caetano desabafou e ameaçou deixar o Criciúma: "Estava envergonhado com a falta de raça da equipe. Estava me matando e o torcedor xingando, mandando eu ir embora. Se eu for o problema, eu saio. Acho que faltou respeito. Estou para fazer 200 jogos e não jogo sozinho. Não consigo carregar o time nas costas. ", disse o arqueiro depois da partida.

Na próxima rodada, o Tigre vai encarar o Brusque, fora de casa e precisava da vitória para não ter nenhuma possibilidade de terminar a rodada na zona de rebaixamento do Catarinense.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade