1 evento ao vivo

Após eliminação, Renato desconversa sobre renovação de contrato com o Grêmio

Presidente do clube afirma que novo acordo é 'questão de fazer um ajuste fino'

31 out 2018
09h59
atualizado às 09h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Decepcionado com a amarga eliminação na semifinal da Copa Libertadores, sofrida com uma derrota por 2 a 1 para o River Plate na noite desta terça-feira, em Porto Alegre, o técnico Renato Gaúcho desconversou quando questionado sobre a renovação do seu contrato com o Grêmio, que se encerra no fim deste ano.

O comandante ressaltou que "não tinha cabeça para discutir este assunto", mas ressaltou que a eliminação não pode apagar todo o trabalho realizado por ele no clube. Essa sua última passagem pelo Grêmio já dura dois anos e um mês, com três conquistas importantes: a Copa do Brasil de 2016, a Libertadores de 2017 e a Recopa Sul-Americana de 2018.

Horas antes do confronto de volta da semifinal, o próprio presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, valorizou a trajetória do treinador e assegurou que uma queda na competição continental não serviria como motivo para encerrar este ciclo de Renato no clube.

"Já tinha falado que a renovação dele independeria do resultado desta noite. O importante é que existe o interesse mútuo de um acordo. Então é questão de fazer um ajuste fino. Mas ele é ídolo do clube, domina o grupo e tem toda confiança necessária para seguir adiante em seu trabalho", afirmou o dirigente.

Em sua terceira passagem pelo Grêmio como técnico, Renato vai ter o seu contrato vencido em dezembro. A questão, agora, é definir o valor e a duração do novo vínculo. O clube desejaria um compromisso de três anos, enquanto o técnico desejaria apenas dois. São pontos que devem ser discutidos nos próximos dias. O outro será a montagem do elenco para 2019. "Nós vamos manter uma forma que funciona, aproveitando os jogadores vindo da base e recuperando alguns jogadores mais experientes", avisou Bolzan.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade