PUBLICIDADE

Após divergência com a Libra, 25 clubes criam a Liga Forte Futebol do Brasil e querem seguir modelo inglês

A princípio, os clubes pretendem negociar em bloco para depois buscar um consenso em sua formação. O estatuto, porém, traz diferenças em relação ao documento da Libra

29 jun 2022 - 18h45
Ver comentários
Publicidade

Após a criação da Libra, os 25 clubes das Série A e B que não aderiram formalizaram a elaboração de uma outra associação com o nome de Liga Forte Futebol do Brasil. A princípio, os clubes pretendem negociar em bloco para depois buscar um consenso em sua formação. O estatuto, porém, traz diferenças em relação ao documento apresentado pela Libra.

Clubes se reuniram na última terça-feira na CBF para criação da Liga Forte Futebol Brasil (Foto: Divulgação)
Clubes se reuniram na última terça-feira na CBF para criação da Liga Forte Futebol Brasil (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!
placeholder

Neste sentido, os 25 clubes se reuniram, na última terça-feira, na CBF e decidiram que uma das premissas básicas será o modelo usado pela Premier League, da Inglaterra. O estatuto também ressalta que não haverá divisão de receitas definidas, o que é considerado por alguns membros como "menos engessado".

A maioria desses 25 clubes não aderiram à Libra e alegaram a impossibilidade de modificar os números de rateio estipulados sem que houvesse unanimidade. O principal receio seria a não possibilidade de mudança mais à frente.

A Liga Forte Futebol do Brasil pretende estabelecer as decisões por maioria qualificada, e não somente com unanimidade. Sobre o rateio de receitas de direito de transmissão, a Libra estipulou em 40% de divisão igualitária, 30% proporcionais à performance esportiva, e 30% proporcionais à audiência e engajamento. O grupo dos 25,por sua vez, quer a divisão a divisão em 50-25-25.

Diante disso, os 25 clubes recusaram aderir à Libra justamente por divergências sobre os percentuais de rateio de direitos de transmissão, e também as métricas escolhidas para as variáveis de receita, especialmente relativas à engajamento digital.

Na sequência, a Liga Forte Futebol do Brasil pretende registrar a criação da nova associação e formalizar os percentuais de rateio das receitas de transmissão que o grupo acredita ser o ideal. Depois, o grupo pretende novamente se aproximar da Libra para tentar um acordo para uma liga única.

A CBF não acredita que tal mudança para uma Liga única aconteça antes de 2025. A atual cessão de direitos irá até 2024, porém existe a expectativa de os novos acordos sejam negociados já em bloco.

Confira a nota oficial da criação da Liga Forte Futebol do Brasil:

Reunidos no Rio de Janeiro, representantes de 25 clubes acabam de assinar a Ata de constituição da Liga Forte Futebol do Brasil, inclusive com a formalização de Estatuto. A Liga já nasce com 62.5% dos clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. Clubes que integram a Liga Forte Futebol do Brasil:

- Athletico PR

- Atlético MG

- América-MG

- Atlético-GO

- Avaí

- Brusque

- Chapecoense

- Coritiba

- Ceará

- Criciúma

- CRB

- CSA

- Cuiabá

- Fluminense

- Fortaleza

- Goiás

- Internacional

- Juventude

- Londrina

- Náutico

- Operário

- Sampaio Corrêa

- Sport

- Vila Nova

- Tombense

Lance!
Publicidade
Publicidade