1 evento ao vivo

Agenor festeja boa fase do Fluminense: 'O Brasil nos olha de uma forma diferente'

Equipe de Fernando Diniz venceu os últimos dois jogos por 4 a 1, contra Cruzeiro e Atlético Nacional

24 mai 2019
21h10
atualizado às 21h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Ganhando confiança na temporada, o goleiro Agenor exaltou nesta sexta-feira a boa fase vivida pelo Fluminense. Na quinta-feira, o time carioca faturou sua segunda goleada seguida pelo placar de 4 a 1, pela ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. Antes aplicara o mesmo placar no Cruzeiro, pelo Brasileirão.

"O Brasil inteiro já olha o Fluminense de outra maneira. O futebol que estamos jogando nos credenciou a ser olhado de uma maneira diferente. Não podemos cair numa armadilha. Temos que trabalhar como trabalhamos para o jogo com o Flamengo, Cruzeiro. Temos que pensar somente no Bahia agora, não podemos ficar vivendo das vitórias que passaram. O Brasileiro é longo e temos que ir lá para a Bahia e somar pontos", afirmou.

Após completar 100 jogos como profissional, depois da vitória sobre o Atlético Nacional, da Colômbia, Agenor afirmou que a alegria nas arquibancadas é fruto do bom momento vivido pelo time em campo. "Acho que essa motivação que o torcedor tem nos passado a cada jogo é um reflexo do que estamos fazendo dentro de campo. O time vem numa crescente muito boa em um momento importante do ano. Isso contagia todo mundo, não só o torcedor, mas a gente também. É sempre importante ter o apoio do torcedor, dá bastante motivação."

Titular nas duas últimas partidas, Agenor, de 29 anos, revelou bom relacionamento com Rodolfo, com quem disputa a vaga no time principal. "Fico feliz de ter entrado na equipe e a gente ter vencido os jogos, jogando bem, acima de tudo. O Rodolfo é um cara super bacana, que eu confio bastante. Já o conheço há algum tempo. Próxima partida, se eu precisar jogar, vou dar meus 100% novamente. Quem escala é o Diniz e tenho certeza que o Fluminense está bem servido de goleiros."

Para o jogo de domingo, contra o Bahia, em Salvador, às 19 horas, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Diniz deverá contar com o atacante Pedro, recuperado de uma pancada na perna esquerda sofrida no clássico diante do Botafogo, dia 11 de maio, que o impediu de jogar as três últimas partidas.

"O Pedro provavelmente vai estar em condições de atuar no domingo. Ele está muito melhor da pancada e a previsão é de que ele jogue. Sábado será o dia decisivo para saber se ele joga ou não", disse o técnico Fernando Diniz.

Depois do jogo com o Bahia, Pedro vai se apresentar à seleção brasileira olímpica para a disputa de um torneio amistoso na França. Por causa da competição, o centroavante ficará fora de outras cinco partidas do time. Em razão da contusão e da convocação, nem foi inscrito na segunda fase da Sul-Americana.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade