PUBLICIDADE

NFL: jovem joga 1 ano e se aposenta por medo de concussões

17 mar 2015 08h17
ver comentários
Publicidade

A principal liga de futebol americano do planeta foi pega de surpresa com um anúncio um tanto quanto inesperado nesta segunda-feira. O jovem linebacker Chris Borland se aposentou da NFL por medo de sofrer concussões e, consequentemente, ser prejudicado por lesões cerebrais. O grande detalhe, contudo, é que o jogador de 24 anos do San Francisco 49ers havia estreado na competição apenas no ano passado.

A aposentadoria foi divulgada pelo próprio Chris Borland e não repercutiu negativamente no próprio time. Em sua temporada como calouro, ele foi um dos principais nomes defensivos dos 49ers e acumulou, além de um sack e duas interceptações, excelentes 108 tackles – maior número da franquia em 2014.

<p>Chris Borland liderou os 49ers em tackles no ano passado como calouro</p>
Chris Borland liderou os 49ers em tackles no ano passado como calouro
Foto: Al Bello / Getty Images

“Apesar de inesperada, nós respeitamos a decisão de Chris”, disse o general manager dos 49ers, Trent Baalke. "Falamos com Chris, e era evidente que ele estava pensando bastante em tomar esta decisão. Ele era um profissional exímio e um membro muito respeitado da nossa equipe”, acrescentou.

Chris Borland anunciou o seu adeus à NFL após somente uma temporada de ação em uma entrevista na segunda-feira. O jogador disse que estava fazendo o que considerava “o melhor para a sua saúde”. “Pelo que tenho pesquisado, não acho que vale a pena o risco", disse. "Estou sendo proativo. Me preocupo com lesões e, se você esperar até que tenha sintomas, pode ser tarde demais”, decretou.

<p>Defensor brilhou na universidade e estreou na NFL em 2014</p>
Defensor brilhou na universidade e estreou na NFL em 2014
Foto: Leon Halip / Getty Images

As lesões cerebrais são o maior terror para qualquer jogador profissional de futebol americano. Cerca de 4,5 mil ex-atletas estão processando a NFL devido a lesões na cabeça sofridas durante suas carreiras. Isto fez com que, recentemente, os astros Steve Weatherford, do New York Giants, e Sidney Rice, que jogava pelo Seattle Seahawks e encerrou a carreira exatamente por causa de concussões, tomassem a decisão de doar os seus cérebros para estudos depois de morrerem.

Biquíni e porrada! Conheça as musas do futebol americano:
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade