0

Presidente do Fortaleza diz que Ceni não aceitaria treinar outra equipe

29 set 2019
17h54
atualizado às 17h54
  • separator
  • 0
  • comentários

Momentos depois que foi anunciado o retorno de Rogério Ceni ao Fortaleza, o presidente Marcelo Paz convocou uma entrevista coletiva, na tarde deste domingo, para explicar os motivos que culminaram na demissão de Zé Ricardo e na readmissão do ex-treinador, que, segundo o dirigente, não assinaria um vínculo com nenhum outro clube.

Paz falou sobre a mudança de treinador (Foto: Divulgação/FFC)
Paz falou sobre a mudança de treinador (Foto: Divulgação/FFC)
Foto: Gazeta Esportiva

"O Rogério montou o time, já tem identificação com todos e vem dar continuidade ao trabalho. Ele disse que só aceitaria o convite para treinar o Fortaleza, nenhum outro time. Caso nós não tivéssemos espaço, ele se afastaria até o final da temporada, pois precisava se reenergizar. Felizmente, a gente foi conversando e deu certo. Temos a convicção de que ele é o melhor nome", comentou.

Paz esclareceu os rumores de que Zé Ricardo só foi demitido porque Ceni estava livre no mercado. "A gente fez a mudança independentemente da situação do Rogério, pois nós sentimos que o ambiente junto ao torcedor não era ideal com o Zé. Conversamos com ele sem ter qualquer certeza de que o Ceni aceitaria. Portanto, podem ter certeza de que uma coisa não foi vinculada à outra", comentou.

O presidente ainda ressaltou a importância da presença do torcedor na reestreia de Ceni, que já comandou sua primeira sessão de treino às vésperas do jogo contra o Botafogo, nesta segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro.

"Eu quero ver a torcida lotando o Castelão. Nós precisamos dessa ajuda para conquistar os três pontos. Rogério tem muita credibilidade com o torcedor. Com certeza, sua chegada vai motivar e trazer um novo ânimo para todos", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade