PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Meu time

Sem Daniel Alves, nove reforços e um titular: Fluminense chega a último dia de inscrições no Brasileirão

Tricolor contratou nove jogadores e só Samuel Xavier é considerado titular atualmente; Nonato vem iniciando, mas é reserva

24 set 2021 06h03
| atualizado às 06h03
ver comentários
Publicidade
Samuel Xavier é o único titular entre os reforços do Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Samuel Xavier é o único titular entre os reforços do Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Foto: Lance!

Esta sexta-feira, 24 de setembro, marca a data limite para os clubes inscreverem novos jogadores no Campeonato Brasileiro. Após o "não" de Daniel Alves, o Fluminense fecha essa data com nove reforços contratados, situações em que o Tricolor acabou vendo as apostas não darem tão certo. O último a chegar foi Jhon Arias. Antes dele, Nonato, David Braz, Manoel, Juan Cazares, Raúl Bobadilla, Abel Hernández, Samuel Xavier e Wellington assinaram com a equipe das Laranjeiras.

A situação com Daniel Alves foi resolvida na noite de quinta-feira, quando o jogador recusou a nova proposta feita pelo Tricolor. Havia otimismo internamente para a conclusão, mas as bases para o acordo não foram consenso. Ele seria o décimo reforço da atual temporada e o mais importante também, ajudando nessa reta final de Brasileirão.

Dentre os confirmados ao longo dos últimos meses, o único titular é o lateral-direito Samuel Xavier, que vem sendo bastante questionado pela torcida após atuações ruins recentemente. O volante Nonato iniciou as últimas partidas por conta dos desfalques, mas deu uma boa resposta para Marcão. No caso dele, a concorrência no meio com André, Martinelli e Yago Felipe complica a briga por posição, mas o deixa como homem de confiança.

Cazares foi um dos reforços do Flu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Cazares foi um dos reforços do Flu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)
Foto: Lance!

Entre os zagueiros, David Braz fez apenas cinco jogos, três como titular. Já Manoel, atualmente em transição após lesão, foi o escolhido na ausência de Nino durante os Jogos Olímpicos. Ele teve algumas falhas, mas fez também boas partidas, o que o credenciou como reserva imediato. São 17 jogos e um gol marcado até aqui.

No meio, Cazares até chegou empolgando e brigou pela titularidade com Nene, atualmente no Vasco. No entanto, nunca se firmou e segue como reserva. Atualmente ele é o único "camisa 10" disponível, já que Paulo Henrique Ganso se recupera de lesão. São 28 partidas, sendo nove como titular, um gol e três assistências. Já Jhon Arias fez só cinco jogos, inciando dois deles e balançando a rede em um, mas tem deixado boa impressão e briga por posição no time.

No caso do volante Wellington são 28 partidas, nove delas como titular. No entanto, ele não conquistou a torcida, apesar de ter recebido várias oportunidades ao longo da temporada. O jovem André, por exemplo, ficou atrás do veterano na fila, mas passou recentemente e provocou até mudança de esquema para iniciar os jogos.

No caso do ataque, Abel Hernández vinha tendo uma boa sequência e foi importante para Roger Machado. No entanto, acabou perdendo espaço com Marcão e, na ausência do camisa 9, quem ganhou a vaga como titular foi Raúl Bobadilla, a outra contratação para o setor. O centroavante jogou pouco no início, mas viu o novo treinador dar mais oportunidades e vem sendo importante. Ambos tem contrato apenas até o fim deste ano e aguardam para saber se vão renovar.

O Fluminense volta a entrar em campo no próximo domingo, quando enfrenta o Red Bull Bragantino às 16h, no Maracanã, em busca do G6 do Brasileirão.

Lance!
Publicidade
Publicidade