PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Fluminense sofreu mais da metade dos gols no ano em jogadas aéreas

Tricolor segue com dificuldade neste tipo de jogada e não consegue se encontrar no Brasileirão antes da estreia de Thiago Silva

14 jun 2024 - 10h27
(atualizado às 10h30)
Compartilhar
Exibir comentários
-
-
Foto: Lucas Merçon/Fluminense - Legenda: Fluminense tem encontrado dificuldade nas bolas aéreas / Jogada10

Com os resultados que finalizaram a 8ª rodada, o Fluminense segue fora da zona de rebaixamento, porém continua na incômoda 16ª posição, com 6 pontos. Um dos problemas da equipe em 2024 tem sido o sistema defensivo, que não consegue encaixar desde a saída de Nino para o Zenit, da Rússia. Uma dessas deficiências é o desempenho nas bolas aéreas, que tem deixado a desejar.

Dessa forma, mais da metade dos gols sofridos pelo Tricolor na temporada, até aqui, foram em jogadas pelo alto. Das 31 vezes em que a meta de Fábio balançou, 18 surgiram a partir de lances aéreos (58%).

No clássico da última terça-feira (11), por exemplo, Damián Suárez bateu o escanteio na cabeça de Bastos, do Botafogo, que subiu sozinho na área do Fluminense, sem marcação, e marcou o gol da vitória. Martinelli e Marlon não conseguiram evitar que o zagueiro subisse mais alto. Em seguida, Fernando Diniz falou sobre o desempenho.

"Tá sendo treinado e muito. O Botafogo teve outras maneiras de fazer gol na gente, especialmente de transição e bola longa. Mas bola parada a gente treinou sistematicamente para não tomar gol. Foi uma falha coletiva, mais uma que a gente tem na temporada, de bola aérea", disse.

Problema já conhecido

A deficiência nesse fundamento já aconteceu em outras temporadas. Em 2023, quase metade dos gols sofridos pelo Fluminense foram em jogadas aéreas: 34 dos 70 tentos. No ano anterior, o número também foi alto: 23 dos 47 gols. Ambos com 49%, o que evidencia que o treinador terá muito trabalho para corrigir tal problema.

Por fim, o Tricolor convive com a expectativa da estreia de Thiago Silva, que só poderá estar em campo a partir dia dia 10 de julho por causa da janela de transferências. O time volta a campo neste sábado (15), às 21h (de Brasília), para medir forças com o Atlético-GO, no Maracanã, pela 9ª rodada.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade