3 eventos ao vivo

Fernando Diniz na corda bamba no Fluminense

14 ago 2019
12h51
atualizado às 12h54
  • separator
  • 0
  • comentários

Diz o ditado: ‘para bom entendedor, meia palavra basta’. A expressão serve como diagnóstico para o momento atual do técnico Fernando Diniz, do Fluminense. Isso em razão das declarações do vice-presidente de Futebol do clube, Celso Barros, nessa terça-feira. Ele disse que é favor de futebol vistoso, bonito, mas que tudo “fica difícil sem resultado”.

O técnico Fernando Diniz do Fluminense durante a partida entre Santa Cruz e Fluminense
O técnico Fernando Diniz do Fluminense durante a partida entre Santa Cruz e Fluminense
Foto: Marlon Costa / Futura Press

A preocupação do dirigente é quanto à posição do Flu na tabela do Brasileiro: está em 16º lugar, com 12 pontos, margeando a zona de rebaixamento.

Pior ainda é que os que estão logo acima já abriram cinco pontos de diferença para o Tricolor carioca: Vasco, Goiás, Grêmio e Fortaleza têm 17 pontos.

Por mais que o Fluminense siga bem na Copa Sul-Americana, onde vai decidir uma vaga à fase semifinal em duas partidas com o Corinthians, já há indícios de que a prioridade no clube seria outra — a permanência na Série A do Brasileiro.

Menos mal para Diniz é que o próximo adversário do time é o CSA, domingo, no Maracanã. A equipe alagoana trava uma disputa paralela com o Avaí para se saber qual é a mais fraca do campeonato. Nem o mais pessimista dos tricolores pode supor um tropeço contra o CSA. Nesse caso, Fernando Diniz se despediria do Flu antes mesmo do novo amanhecer.

Veja também:

 

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade