PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Meu time

Com três gols sofridos em seis jogos, Luccas Claro e Manoel tentam consolidar dupla no Fluminense

Jogadores são velhos conhecidos dos tempos de base e se reencontraram no Tricolor; Flu encara o Palmeiras neste sábado

23 jul 2021 06h02
ver comentários
Publicidade

Com a convocação de Nino para a Seleção Olímpica, o Fluminense precisou fazer rearranjos na dupla de zaga, setor de maior destaque na última temporada. Após testar os reforços que foram contratados, Manoel tem sido a opção do técnico Roger Machado para compor a defesa ao lado Luccas Claro nas últimas partidas, seja pela competição nacional ou na Libertadores.

Antes do Fluminense, Luccas Claro e Manoel jogaram juntos na base do Athletico Paranaense (Montagem LANCE!)
Antes do Fluminense, Luccas Claro e Manoel jogaram juntos na base do Athletico Paranaense (Montagem LANCE!)
Foto: Lance!

Nas primeiras partidas, o zagueiro fez atuação tímida, mas precisa. Com um estilo de jogo similar ao companheiro de defesa, a nova dupla não demorou para se entrosar e em pouco tempo já conquistou bom rendimento nos duelos diretos e aéreos. Enquanto Luccas Claro ocupa mais o meio da parte de trás do campo, Manoel se desloca para a lateral direita, e assim diminuem o espaço para os ataques adversários através de uma marcação precisa e interceptações.

A química não é ao acaso: na base do Athletico Paranaense, os zagueiros chegaram a jogar juntos e já eram conhecidos de longa data. O padrão estabelecido pelo desempenho entre Luccas Claro e Nino também ajudou para que Manoel entendesse o que a comissão técnica esperava da sua atuação.

- Eu conhecia o Luccas há muito tempo. Jogamos juntos na base do Athletico Paranaense, depois subi para o profissional e ele foi para o Coritiba. Fico feliz. Ano passado ele e o Nino fizeram a melhor defesa do Campeonato Brasileiro. Eu tive a oportunidade de vir para o Fluminense e tendo um estilo encaixado já é mais fácil de jogar. A equipe vem correspondendo bem. Muitas vezes se fala da linha defensiva, mas os pontas, os volantes, sempre ajudam. Ficamos felizes por fazer bons jogos, mas quando se fala da defesa tem que falar de todos, pois ajudam. Isso será importante para o decorrer dos campeonatos - afirmou Manoel em entrevista coletiva.

Juntos, Manoel e Luccas Claro somam seis partidas com o Fluminense, sendo uma na Libertadores (na ida diante do Cerro Porteño), duas na Copa do Brasil (contra o Red Bull Bragantino) e três no Brasileirão (Grêmio, Santos e Cuiabá). Foram quatro vitórias e duas derrotas, uma delas que não custou caro pois mesmo assim o time se classificou e eliminou o Bragantino. São três gols sofridos, todos nos revezes da equipe, o que mostra uma solidez da dupla.

Cabe destacar que diante do Grêmio, por exemplo, o gol do adversário saiu nos últimos minutos após um pênalti bobo feito por Calegari. Na Copa do Brasil, o primeiro do RB Bragantino saiu em uma cobrança rápida de falta que pegou o Flu desorganizado. Manoel estava na marcação de Hurtado e não acompanhou o adversário no segundo lance, sem impedir o cruzamento.

Enquanto Luccas Claro é o titular absoluto e incontestável, Manoel chegou sabendo que seria opção no banco após o grande destaque do companheiro ao lado de Nino. Ele, porém, venceu rapidamente a concorrência com David Braz e Matheus Ferraz para se tornar a primeira opção. É considerado reserva de luxo no Tricolor.

A dupla de zagueiros e o Fluminense voltam a entrar em campo neste sábado, em partida contra o Palmeiras, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. O Tricolor busca recuperação no Brasileirão após perder para o Grêmio, que até então era o lanterna. Se o desempenho como mandante ainda deixa a desejar, o Flu é o quinto melhor visitante da competição, com duas vitórias, três empates e uma derrota em seis partidas.

*Estagiária sob a supervisão de Luiza Sá

Lance!
Publicidade
Publicidade