0

Com mudanças, Flu aposta no mistério para superar Fortaleza e afastar má fase

Oswaldo de Oliveira pode tentar escalar equipe mais forte na defesa para tentar sair da zona de rebaixamento

7 set 2019
13h40
atualizado às 13h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Assim como o Fortaleza, o Fluminense também fechou os treinos ao longo da semana para tentar surpreender neste sábado, às 17 horas, no Castelão, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Oswaldo de Oliveira não poderá contar com o volante Allan, suspenso e com a delegação olímpica. Airton deve ser escolhido para compor o setor de meio de campo.

Quem também deve aparecer entre os titulares é o lateral Gilberto. O jogador briga por posição com Igor Julião. E não para por aí. Oswaldo de Oliveira estuda escalar um Fluminense mais forte defensivamente. Caso isso aconteça, Yuri será utilizado no meio de campo. Nenê ou Ganso podem deixar a equipe.

"O técnico tem que procurar tranquilizar, trabalhar e criar situações no treinamento para conseguir vencer em campo. À medida que o gol não sai e as oportunidades claras vão acontecendo, há um desequilíbrio. Isso é uma coisa que tem que trabalhar também, precisam estar conscientes e conviver com essa situação e é isso que vamos buscar, pois qualidade, principalmente no ataque, o nosso time tem", avisou Oswaldo de Oliveira.

Já o goleiro Muriel destacou a importância de voltar a vencer no Brasileirão. "Temos que focar no próximo jogo, esquecer os que vão vir depois. O Campeonato Brasileiro é um dos mais nivelados do mundo. É difícil jogar tanto em casa quanto fora. O Fortaleza vem de dois bons resultados. A torcida deles ajuda bastante. Temos que entrar com força máxima, atento aos detalhes que o Oswaldo está nos passando. Temos que estar atentos do início ao fim do jogo para conseguir uma vitória, que é muito importante para nós", concluiu.

Vindo de três derrotas consecutivas, o Fluminense é o 18º colocado do Brasileirão, com apenas 12 pontos. O primeiro fora da zona de rebaixamento, o Cruzeiro, 16º colocado, já soma 18.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade