PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Meu time

Aplicado, Fluminense ganha com 'inovação' de Marcão e avança rumo à classificação para Libertadores

Tricolor abriu o placar no Maracanã e conseguiu segurar o resultado mesmo pressionado; Atuando como volante, Calegari é nova opção no setor para reta final do Brasileiro

25 nov 2021 07h29
| atualizado às 07h29
ver comentários
Publicidade

Em mais um confronto direto, o Fluminense não foi brilhante, mas fez o dever de casa e conquistou três pontos importantes. Diante de um time qualificado como o do Internacional, o gol praticamente no primeiro lance do jogo mudou o panorama da partida. O Tricolor apostou nos contra-ataques, soube sofrer, e se distanciou do adversário na luta por uma vaga na Libertadores.

Fluminense conquistou mais uma vitória no Maracanã pelo Brasileirão (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F. C.)
Fluminense conquistou mais uma vitória no Maracanã pelo Brasileirão (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F. C.)
Foto: Lance!

Pela distribuição tática, a estratégia do Internacional era explorar os contra-ataques e as jogadas aéreas. Os donos da casa, no entanto, inverteram essa lógica ao conseguir um pênalti com três minutos de jogo. Fred, com a frieza que lhe é peculiar, abriu o placar e levou a torcida à loucura.

Com a vantagem, Marcão sabia que o Colorado viria com tudo para o ataque e decidiu recuar as linhas e explorar o que o Fluminense tem de melhor. As jogadas pelos lados com Luiz Henrique e Caio Paulista. Essa estratégia, porém, não funcionou de maneira eficiente no primeiro tempo, e a equipe só teve duas chances depois do gol.

Um fator positivo foi o sistema defensivo que mais uma vez teve uma atuação quase que impecável. Muita marcação dos homens de meio-campo, e os defensores souberam conter o ímpeto dos gaúchos. Quando a bola foi em direção ao gol coube a Marcos Felipe fazer o que talvez tenha sido uma das grandes defesas do campeonato. A cabeçada de Victor Cuesta foi no ângulo, mas o arqueiro tricolor teve impulsão e salvou o que seria o empate.

Neste momento decisivo, era necessário sair com os três pontos do Maracanã e tudo foi na base da transpiração. Até o meio-campo improvisado resultou em boa surpresa em noite de triunfo, com atuações de destaque de Calegari (que atuou no setor na base) e Wellington. Yago Felipe, como meia, foi eleito o melhor em campo entre as equipes. Assim, Marcão ganhou mais uma opção entre os volantes em um momento delicado para o físico dos jogadores.

Na etapa final, Caio Paulista teve verdadeiros latifúndios para explorar. Espaços dados pela defesa colorada, que não foram aproveitados pelo atacante. Faltou ser certeiro na tomada de decisão para ampliar o placar. Fred, por sua vez, teve o bom posicionamento de costume, mas deixou a desejar no tempo das jogadas, fato corrigido após a entrada de Jhon Arias e Raúl Bobadilla.

O Tricolor também poderia ter feito o segundo com Luccas Claro, que não acertou em cheio a cabeçada. Mas faltou ser mais eficiente para não passar sufoco. No fim, o tempo esquentou e a torcida deu um verdadeiro espetáculo ao apoiar o time. Restam três rodadas, duas delas fora de casa, o que só evidencia a importância desses seis pontos conquistados no Maracanã.

A tarefa será dura diante do Atlético-MG, que pode confirmar o título depois de 50 anos. Mas ao somar quatro pontos à frente do Internacional e colar no G6, o Fluminense chega forte nessa reta final e fecha a campanha contra a rebaixada Chapecoense. Em uma temporada que praticamente foi emendada na outra, garantir a vaga na segunda Libertadores seguida será um trunfo para ter mais tranquilidade, receita em 2022, e colocar o sorriso no rosto do torcedor.

Lance!
Publicidade
Publicidade