PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Último campeão da Copa do Brasil, Jayme revela: 'Quando assumi, pediram só para o Flamengo não cair'

Ao LANCE!, o técnico do Fla na última conquista do torneio falou sobre a superação na campanha de 2013, cujo título foi conquistado em cima do Athletico, rival desta quarta

27 out 2021 09h02
| atualizado às 09h02
ver comentários
Publicidade
Jayme de Almeida comandou o Flamengo na conquista da Copa do Brasil de 2013 (Foto: Divulgação)
Jayme de Almeida comandou o Flamengo na conquista da Copa do Brasil de 2013 (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Há três jogos sem vencer, o Flamengo precisa voltar ao caminho das vitórias caso não queira passar pelos pênaltis para avançar à final da Copa do Brasil. O duelo da volta pelas semi, diante do Athletico, será nesta quarta, às 21h30, no Maracanã, e o LANCE! conversou com o último treinador campeão do torneio pelo clube carioca, cujo rival, há oito anos, foi o mesmo deste meio de semana.

Zagueiro do Flamengo de 1973 e 1977, Jayme de Almeida estava na comissão técnica permanente do clube quando Mano Menezes pediu demissão três meses depois de assinar, no primeiro ano da gestão de Eduardo Bandeira de Mello. E Jayme lembrou o apelo da diretoria assim que ele foi oficializado:

- Era um momento delicado, o Mano tinha acabado de pedir demissão. Eu tenho muita experiência no Flamengo, fui criado e trabalhei lá, mas ali era algo muito difícil, até porque estávamos beirando a zona do rebaixamento no Brasileiro. Quando eu assumi, o Bandeira e o Wallim (Vasconcelos, ex-VP) me pediram só para não cair para a Série B. Imagina o Flamengo caindo naquele projeto! Iria tudo por água abaixo. E tinha a Copa do Brasil, tínhamos passado pelo Cruzeiro (oitavas)... O início foi complicado, mas o mata-mata joga o seu time para cima - recordou Jayme, emendando sobre o trajeto até a taça:

- Logo depois que eu assumi oficialmente, já tinha como segundo jogo o Botafogo (nas quartas da Copa do Brasil). Era outro campeonato, outra motivação, e fizemos um jogo muito bom. Depois, acertamos a equipe e trabalhamos muito forte. No jogo da volta, acredito que tenha sido o jogo mais importante que eu comandei o Flamengo no sentido de vibração. O Maracanã estava lindo, fizemos um jogo lindo, e goleamos de 4 a 0, o que é sempre difícil de acontecer, e ali demos uma embalada boa na Copa do Brasil, principalmente, e para não cair no Brasileiro. Tivemos que utilizar todo o elenco, que era curto. Passamos pelo Goiás (nas semifinais) e depois nos deparamos com o Athletico-PR na final. Sabíamos que eram jogos difíceis e lembrando que uma vitória do próprio Athletico, no Maracanã, tinha levado à demissão do Mano, na derrota por 4 a 2 de virada.

EMOÇÃO ANTES DA FINAL

Jayme não está mais na comissão técnica do Flamengo desde 2018, mas embargou a voz e exalou emoção ao recordar dos momentos iniciais antes do jogo decisivo diante do Athletico, vencido pelo Rubro-Negro carioca por 2 a 0, com gols de Elias e Hernanes - na ida, os times empataram em 1 a 1.

- A final no Rio foi muito emocionante. Me lembro bem que, quando a gente entrou em campo, para ver como estava o estádio, eu, mesmo já acostumado com a torcida lotando o Maracanã, achei fantástico. Senti uma confiança na hora que deu muita força. Foi um dos dias mais bacanas da minha caminhada no esporte. E foi ótimo para os meninos (jogadores), que sofreram para caramba, deram a volta por cima e venceram uma final espetacular em casa.

Em 2013, Flamengo foi o campeão da Copa do Brasil e terminou o Brasileiro na 16ª colocação (Foto: Divulgação/Flamengo)
Em 2013, Flamengo foi o campeão da Copa do Brasil e terminou o Brasileiro na 16ª colocação (Foto: Divulgação/Flamengo)
Foto: Lance!

- Depois de tudo que a gente tinha passado, as dificuldades, a maneira séria que a diretoria que tinha assumido as enfrentaram, em relação ao endividamento do clube, não gastar muito, montar um time não muito caro e, hoje, com todo respeito aos outros clubes, não sou advogado do Bandeira, mas aquele início levou o Flamengo até onde está hoje.

Com o título Brasileirão mais distante nesta temporada, o Flamengo aumentou a sua responsabilidade de conquistar as Copas para se manter no patamar "onde está hoje", conforme sublinhou Jayme de Almeida.

E a Copa do Brasil é uma ambição da atual geração que está com o torneio "pendente" para completar o "álbum" dentro das possibilidades locais. Em tempo: o L! transmitirá o confronto desta quarta-feira em Tempo Real e direto do Maracanã.

Lance!
Publicidade
Publicidade