0

Sem Paquetá, Dorival confirma titulares e diz que Diego pode voltar contra Santos

Técnico ressalta que Flamengo não desistiu de brigar pela conquista do Brasileirão

14 nov 2018
12h17
atualizado às 12h35
  • separator
  • 0
  • comentários

Na luta pelo título do Campeonato Brasileiro, o Flamengo deverá ter a volta do meio Diego ao time titular para a partida contra o Santos, nesta quinta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 34.ª rodada do Brasileirão. O técnico Dorival Júnior não quis fazer mistério e nesta quarta já confirmou quem começará jogando. Só deixou em dúvida a participação do ex-jogador santista, que entraria no lugar do suspenso Lucas Paquetá.

"O Diego é titular do Flamengo. Jogador de excelente nível. Teve um incomodo contra o Botafogo. Ontem (terça-feira) iniciou processo de trabalho em campo. Hoje (quarta) espero tê-lo em condições. Não gosto de esconder time. A única dúvida era em relação ao Diego, que começou os trabalhos ontem. Fora isso, vamos com Pará e Rômulo como substitutos", afirmou o treinador em entrevista coletiva antes do treino no CT do Urubu nesta quarta.

Dorival Junior duante treino do Flamengo no Ninho do Urubu
Dorival Junior duante treino do Flamengo no Ninho do Urubu
Foto: Gilvan de Souza/Divulgação / Estadão

Caso Diego não possa jogar, o colombiano Marlos Moreno será o titular da posição. Dorival Júnior confirmou também que Pará será o lateral-esquerdo e Rômulo um dos volantes de marcação nos lugares de Renê e Cuéllar, ambos suspensos. Assim, o Flamengo terá a seguinte escalação: César; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Pará; Cuéllar, Rômulo, Diego (Marlos) e Everton Ribeiro; Vitinho e Uribe.

Na entrevista coletiva, Dorival Júnior fez questão de ressaltar que o Flamengo não desistiu de lutar pelo título, mesmo estando sete pontos atrás do líder Palmeiras (67 a 60). "Você entra com uma camisa do Flamengo e a palavra motivação está embutida no processo. É obrigação de fazermos o nosso melhor, brigarmos sempre, fazermos o nosso melhor. A torcida está acreditando, assim como os jogadores e nós da comissão", disse.

O treinador pede o apoio da torcida na partida desta quinta-feira, data na qual o Flamengo completará 123 anos de vida. "Temos a necessidade de fazer um grande jogo amanhã (quinta). Acreditamos que esse bom momento ainda possa acontecer. O torcedor vai ao jogo e tem demonstrado que acredita. Não temos o direito de não nos entregarmos em campo".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade