PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Retorno de pilares dá solidez à defesa do Flamengo em duelo com o Coritiba

Após semanas de oscilação e críticas pelos gols sofridos em sequência, sistema defensivo do Flamengo, "reforçado" por Diego Alves e Rodrigo Caio vive momento de solidez em 2021

16 jun 2021 07h00
| atualizado às 07h00
ver comentários
Publicidade

O Flamengo tem no setor ofensivo o grande trunfo para seguir enfileirando títulos, mas, com o objetivo de avançar para as oitavas de final da Copa do Brasil nesta quarta-feira, em duelo com o Coritiba, o Rubro-Negro também conta com o bom momento da defesa, que passa pelas voltas de dois pilares do setor: o goleiro Diego Alves e o zagueiro Rodrigo Caio. Ao lado de Willian Arão, Matheuzinho e Filipe Luís, o sistema defensivo buscará a quinta partida consecutiva sem sofrer gols, marca inédita na temporada. A bola rola às 21h30.

Diego Alves está sem sofrer gols há quatro partidas pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Diego Alves está sem sofrer gols há quatro partidas pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

Afastado de cinco partidas em maio por conta de uma fibrose na coxa direita, Diego Alves retornou à meta rubro-negra justamente contra o Vélez Sarsfield, em 27 de maio, quando iniciou-se à sequência de jogos sem sofrer gols. Desde então, o camisa 1 não foi vazado contra Palmeiras, Coritiba e América-MG.

Rodrigo Caio, também com problemas físicos, perdeu sete jogos entre abril e maio, voltando a atuar contra o Fluminense, na decisão do Carioca, e sendo titular em três dos quatro jogos da sequência sem gols. A única ausência do camisa 3 foi contra o Coritiba, há uma semana, por estar a serviço da Seleção.

A presença do jovem Matheuzinho dá-se pela ausência de Isla, a serviço da seleção do Chile na Copa América. Do meio para frente, as baixas se acumulam. Everton Ribeiro e Gabigol, na Seleção Brasileira, Arrascaeta, no Uruguai, e Pedro, afastado com Covid-19, são outros desfalques do Fla, que será outra vez comandado por Maurício Souza na ausência de Rogério Ceni.

Assim, o comando de ataque deve ficar a cargo de Bruno Henrique e Rodrigo Muniz, que marcou o único gol no jogo de ida no Couto Pereira, na vitória por 1 a 0 que garantiu a vantagem do empate para o Rubro-Negro nesta quarta-feira.

Lance!
Publicidade
Publicidade