PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Presidente do Flamengo é denunciado por gestão fraudulenta e envio indevido de recursos ao exterior

Segundo a denúncia, Landim teria participado de esquema responsável por uma perda de R$ 100 milhões entre 2011 e 2016

28 jul 2021 15h52
| atualizado às 16h56
ver comentários
Publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, por gestão fraudulenta e envio indevido de recursos ao exterior. Além dele, outras quatro pessoas foram acusadas de atuar em uma operação financeira que resultou na perda de R$ 100 milhões a fundos de pensão de funcionários de estatais.

Rodolfo Landim é o atual presidente do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Rodolfo Landim é o atual presidente do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

A ação, que tramita na 10ª Vara da Justiça Federal, afirma que o esquema funcionou entre os anos de 2011 e 2016, antes de Landim assumir a presidência do Flamengo. Os denunciados atuaram no Fundo de Investimentos em Participações (FIP) Brasil Petróleo 1, que captou recursos da Funcef (aposentados da Caixa), Petros (da Petrobras) e Previ (do Banco do Brasil).

Os outros denunciados são: Demian Fiocca (ex-presidente do BNDES), Nelson José Guitti Guimarães, Geoffrey David Cleaver e Gustavo Peixoto. Caso sejam condenados, o grupo pode pegar pena de três a 12 anos de prisão, além do pagamento de multa.

A assessoria do Flamengo preferiu não se manifestar sobre o caso e disse que o assunto não diz respeito ao clube.

Lance!
Publicidade
Publicidade