PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Favoritar Time

Paulo Sousa defende trabalho do departamento médico do Flamengo

Em meio aos seguidos problemas físicos, técnico do Flamengo saiu em defesa do DM do Flamengo, e questionou a necessidade do Dr. Marcio Tannure dar explicações à torcida

11 mai 2022 23h50
ver comentários
Publicidade

Assunto quente no dia a dia do Flamengo, o trabalho da área médica do Flamengo foi tema da coletiva de Paulo Sousa após a vitória sobre o Altos, por 2 a 0 no Raulino de Oliveira, pela Copa do Brasil. O técnico saiu em defesa do Dr. Marco Tannure, chefe da pasta, reforçando a confiança no trabalho desenvolvido no Ninho do Urubu.

- Olhando hoje para o DM, não há um grande número de jogadores que precisam recuperar. Há um trabalho sendo feito, acreditamos muito no trabalho do doutor Tannure, os recursos humanos são muitos bons, e refletimos todos os dias. Temos reuniões diárias, vejo uma procura e a confiança dos jogadores ao departamento médico.

Nesta quarta, Paulo Sousa não contou com sete atletas, todos entregues ao DM em diferentes estágios de recuperação: os goleiros Santos e Diego Alves, o lateral-esquerdo Filipe Luís, os zagueiros Gustavo Henrique e Fabrício Bruno, o meia Matheus França e o atacante Vitinho. Por outro lado, Rodrigo Caio estreou em 2022 e Matheuzinho voltou após sete jogos fora, além do atacante Pedro, que perdeu o clássico com o Botafogo devido a dores musculares.

Questionado sobre a necessidade de uma maior transparência do departamento médico, o técnico Paulo Sousa respondeu o seguinte:

- Acha que é necessária uma coletiva do doutor Tannure para poder explicar tudo? Não sei se o processo é assim. É no Flamengo ou em todos os clubes? Todos os clubes fazem coletiva dos médicos? É consistente? Eu não vejo problema quando há qualidade e controle em todos os processos. Mesmo na Europa, eu nunca vi necessidade de entrevistas dos médicos. E informamos todas as lesões - indagou.

Um dos destaques da noite, atuando por 45 minutos, Rodrigo Caio também foi questionado sobre os problemas no elenco. Na visão do zagueiro, o calendário do futebol contribui para isso, mas o trabalho da comissão técnica tem sido no sentido de minimizar os riscos.

- Faz parte do nosso calendário, do futebol brasileiro. Jogamos hoje, 19h, e sábado vamos jogar 16h30 em Fortaleza, com calor e viagem longa. O que precisamos fazer é tentar minimizar os riscos, descansar o máximo possível, fazer o trabalho de recuperação para estar saudável dentro de campo. É o que o Mister vem fazendo. Contando com todos jogadores. Espero que a gente possa controlar isso sem lesão, mas sabemos que é muito difícil - comentou Rodrigo Caio.

Paulo Sousa, técnico do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Paulo Sousa, técnico do Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Foto: Lance!
Lance!
Publicidade
Publicidade